Internacional Segundo voo com refugiados afegãos chega hoje à Espanha

Segundo voo com refugiados afegãos chega hoje à Espanha

Aeronave irá partir do Paquistão com cerca de 160 pessoas e pousará na base militar de Torrejón de Ardoz, perto de Madri

AFP
Avião com 84 afegãos chegou na Espanha na última segunda-feira (11), outra voo com refugiados chegará ao país nesta terça-feira

Avião com 84 afegãos chegou na Espanha na última segunda-feira (11), outra voo com refugiados chegará ao país nesta terça-feira

Spain Defence Ministry/AFP - 11.10.2021

Um segundo voo com cerca de 160 afegãos a bordo chegará à Espanha nesta terça-feira (12), um dia depois que o país recebeu outro avião do Paquistão com refugiados.

Esses são os primeiros aviões com refugiados afegãos fretados pela Espanha desde o final de agosto, quando todas as tropas americanas se retiraram e as operações de retirada cessaram no Afeganistão.

O primeiro avião chegou na última segunda-feira (11) com 84 afegãos a bordo. Nesta segunda-feira, a segunda aeronave deve pousar na base militar de Torrejón de Ardoz, perto de Madri.

Esta operação foi preparada há muito tempo pelo governo espanhol.  O ministro das Relações Exteriores, José Manuel Albares, viajou ao Paquistão e ao Catar em setembro para tratar do assunto.

“Todos eles chegam de Islamabad depois que, há um mês, o ministro Albares viajou para se encontrar com as autoridades paquistanesas a quem havia solicitado a colaboração para que ocorressem essas retirados”, acrescentaram as mesmas fontes governamentais.

No total, os espanhóis conseguiram retirar 2.206 pessoas de Cabul em agosto, a grande maioria afegãos, dos quais 1.671 eram colaboradores que trabalhavam para a Espanha.

O presidente do governo, Pedro Sánchez, disse no final de agosto que a Espanha não abandonaria os afegãos que não puderam partir. 

O chefe da diplomacia da União Europeia, o espanhol Josep Borrell, pediu aos Estados-membros na sexta-feira (8) que hospedassem pelo menos 10 mil a 20 mil refugiados afegãos adicionais.

Na segunda-feira, o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, Filippo Grandi, propôs à União Europeia (UE) que receba metade dos 85 mil afegãos que estão no Paquistão e que terão de ser reassentados em outros países.

Últimas