Internacional Seis brasileiros morrem intoxicados em apartamento no Chile

Seis brasileiros morrem intoxicados em apartamento no Chile

Quatro adultos e dois menores podem ter morrido por terem inalado excesso de monóxido de carbono; defeito na calefação é a principal hipótese da polícia

Seis brasileiros morrem intoxicados em apartamento no Chile

Bombeiros evacuaram o edifício em Santiago

Bombeiros evacuaram o edifício em Santiago

Alberto Valdez / EFE / 22.5.2019

Pelo menos seis brasileiros morreram nesta quarta-feira (22) em um edifício no centro de Santiago, no Chile, devido a uma emanação de monóxido de carbono, segundo relatórios preliminares do Corpo de Bombeiros da capital chilena.

Os bombeiros afirmaram à imprensa que o incidente aconteceu em um edifício situado na rua Santo Domingo, a 12 quadras do Palácio de la Moneda, sede do governo chileno.

Leia também: Avião cai em casa no sul do Chile e deixa pelo menos 6 mortos

Por sua parte, a polícia confirmou à Agência Efe que no local morreram quatro adultos e dois menores, todos brasileiros.

No local ainda trabalham bombeiros, policiais e equipes do Serviço de Atendimento Médico de Urgência, que ordenaram a evacuação de todos os moradores devido ao perigo que corriam se permanecessem no interior do edifício.

O segundo comandante do Corpo de Bombeiros de Santiago, Diego Velásquez, comentou aos jornalistas que a concentração que mediram até agora é de monóxido de carbono.

Velásquez relatou que, ao chegar ao local, as autoridades encontraram uma alta concentração de monóxido de carbono no sexto andar que não se descarta que esteja relacionado com o tipo de calefação utilizada nestes tipos de apartamentos.

Nos últimos 20 anos, o centro de Santiago se encheu de altas torres de apartamentos, muitos deles agora habitados por milhares de estrangeiros, em muitos casos em más condições, devido ao fato de que neles vivem mais de uma família.