Estado Islâmico

Internacional Sobe para nove o número de policiais mortos em ataque atribuído ao Estado Islâmico

Sobe para nove o número de policiais mortos em ataque atribuído ao Estado Islâmico

Explosão em um caminhão que transportava agentes no norte do Iraque foi seguida de 'um ataque direto com armas leves'

AFP
Ataque a caminhão militar foi atribuído a jihadistas do grupo Estado Islâmico

Ataque a caminhão militar foi atribuído a jihadistas do grupo Estado Islâmico

Reuters

Pelo menos nove policiais federais, incluindo um oficial, foram mortos neste domingo (18) em um ataque atribuído a jihadistas do grupo Estado Islâmico (EI) contra um caminhão que transportava os agentes no norte do Iraque.

Este é um dos ataques mais mortíferos no Iraque nos últimos meses. Segundo a ONU (Organização das Nações Unidas), há entre 6.000 e 10 mil jihadistas ativos no Iraque e na vizinha Síria.

A explosão de uma bomba foi seguida de "um ataque direto com armas leves" perto da aldeia de Shalal al-Matar, nos arredores de Kirkuk, disse um oficial da polícia federal que pediu anonimato, atribuindo o ataque, ainda não reivindicado, ao EI.

"Um atacante foi morto e estamos procurando os outros", disse ele, acrescentando que havia dois feridos. Em Bagdá, um funcionário do Ministério do Interior confirmou o ataque e informou que sete policiais, incluindo um oficial, foram mortos. Após o óbito de feridos, o número inicial de mortos aumentou para nove policiais.

O primeiro-ministro do Iraque, Mohamed Chia al-Sudani, condenou o "ataque terrorista covarde" em um comunicado e pediu às forças de segurança que "sejam vigilantes, inspecionem cuidadosamente as estradas e não deem oportunidade aos elementos terroristas".

O Estado Islâmico, que desde 2014 conseguiu conquistar vastos territórios no Iraque e na vizinha Síria, viu posteriormente como o seu autoproclamado “califado” foi derrubado por sucessivas ofensivas nesses dois países. Embora o Iraque tenha declarado vitória militar sobre o grupo extremista em 2017, os jihadistas continuam ativos em várias partes do país.

Últimas