Internacional Socorristas entram em túnel para resgatar o menino Rayan

Socorristas entram em túnel para resgatar o menino Rayan

Garoto de cinco anos está deitado no fundo do túnel de 32 metros de profundidade, mas não é possível saber se ele está vivo

AFP
Equipe de socorristas conta com bombeiros e ambulância

Equipe de socorristas conta com bombeiros e ambulância

Fadel Senna/AFP - 05.02.2022

Um grupo de socorristas entrou na tarde deste sábado (5) no túnel do norte de Marrocos com a esperança de encontrar com vida o menino Rayan, de 5 anos, que caiu ali há cinco dias.

Os socorristas desceram junto com uma equipe de médicos, sem saber até o momento por quanto tempo poderiam permanecer nesse poço estreito de 32 metros de profundidade localizado perto de Ighran, não muito longe da cidade de Bab Berred, na província de Chefchauen.

Uma equipe de bombeiros e uma ambulância, na qual os pais do menino estão, aguardam o momento de intervir na entrada do túnel. Um helicóptero com material médico também está nas redondezsa.

Nas imagens obtidas com uma câmera de inspeção, Rayan "aparece deitado de costas" em um canto do poço, mas é "impossível dizer com certeza se ele está vivo", um dos responsáveis pela operação de resgate, Abdelhadi Tamrani disse.

Equipes não sabem dizer se Rayan está vivo

Equipes não sabem dizer se Rayan está vivo

Thami Nouas/Reuters - 05.02.2022

No entanto, Tamrani disse a outros meios de comunicação que tem "grandes esperanças" de resgatá-lo vivo, em uma operação que chamou a atenção do mundo todo. As equipes de resgate lutaram para enviar oxigênio e água através de tubos e garrafas que desciam para Rayan, sem certeza de que o menino pudesse usá-la.

Os trabalhos de perfuração de um túnel horizontal de poucos metros avançam a passos de formiga nesta aldeia de uma região pobre do norte de Marrocos. "Temos cerca de dois metros para terminar a escavação do túnel horizontal, esperando não ter que enfrentar rochas novamente", explicou Tamrani.

Ao amanhecer, uma enorme rocha impediu o trabalho. Segundo as autoridades locais, após três horas de esforço, eles conseguiram superá-la com a ajuda de pequenos equipamentos elétricos para evitar rachaduras ou colapso

"Continuo esperançoso de que meu filho sairá vivo daquele poço", disse o pai de Rayan à televisão pública 2M na noite de sexta-feira. "Agradeço a todas as pessoas mobilizadas e aqueles que nos apoiam no Marrocos e em outros lugares."

A tragédia começou com o desaparecimento do menino na terça-feira às 14h00, hora local (10h Bras): "Toda a família se mobilizou para procurá-lo até percebermos que ele havia caído no poço", disse a mãe do menino, com os olhos cheios de água, à imprensa. 

O acidente de Rayan gerou comoção e solidariedade nas redes sociais em todo o mundo. "Resista pequeno Rayan, por favor, resista", implorou um internauta no Twitter. "Nossos corações estão com a família e oramos a Deus para que ele se reúna com seus parentes o mais rápido possível", disse o porta-voz do governo Mustapha Baitas.

Últimas