Rússia x Ucrânia

Internacional Soldados russos são acusados de matar a tiros funcionários de zoológico ucraniano

Soldados russos são acusados de matar a tiros funcionários de zoológico ucraniano

Corpos dos trabalhadores estavam escondidos e foram encontrados durante a retirada dos animais para local seguro

  • Internacional | Maria Cunha*, do R7

No dia 24 de fevereiro, a atração foi bombardeada pela primeira vez e três pessoas morreram

No dia 24 de fevereiro, a atração foi bombardeada pela primeira vez e três pessoas morreram

Reprodução: Instagram/@feldman_ecopark

Dois funcionários do zoológico Feldman Ecopark em Kharkiv, na Ucrânia, foram encontrados mortos por seus colegas. Em choque, os trabalhadores do lugar revelaram que soldados russos foram os responsáveis pelos assassinatos. Os corpos foram descobertos enquanto os animais do local eram retirados e enviados para uma região com segurança. 

Os funcionários foram dados como desaparecidos no dia 7 de março, quando seus colegas retornaram em meio à invasão russa para retirar os animais de lá. Eles estavam otimistas, acreditando que os dois tivessem fugido e ainda não houvessem retornado. 

Um comunicado do Ecopark, na última terça-feira (19), afirmou que as vítimas foram encontradas "baleadas pelos inimigos" e que os os corpos estavam escondidos em uma sala.

“Nós os procuramos por um longo tempo, ligamos para os policiais. Até o último [momento], esperávamos que nada de irremediável tivesse acontecido, e eles tivessem conseguido sobreviver. Mas ontem recebemos a confirmação de que seus corpos foram encontrados.”

Além disso, o zoológico manifestou suas condolências aos familiares e amigos das vítimas, “pessoas maravilhosas e corajosas”, e disse acreditar que “os inumanos que cometeram isso serão definitivamente punidos”. 

No início da guerra, o Feldman Ecopark foi fortemente bombardeado e três outros funcionários morreram.

O zoológico também já havia sido notícia em 5 de abril, quando foi relatado que o local iria sacrificar seus leões, tigres e ursos depois de ser atingido por bombardeios russos. O medo era que as bombas russas pudessem destruir os recintos e os animais escapassem.

Dias depois, no entanto, foi relatado que alguns de seus animais foram levados para um local seguro, evitando assim que fossem sacrificados. 

Kharkiv é a segunda maior cidade da Ucrânia e fica a apenas 32 quilômetros da fronteira russa ao norte. O local tem sofrido alguns dos combates mais intensos desde o início da guerra, em 24 de fevereiro.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Pablo Marques

Últimas