Internacional Suspeito de tiroteio em Oslo é colocado em prisão preventiva por quatro semanas

Suspeito de tiroteio em Oslo é colocado em prisão preventiva por quatro semanas

Identificado como Zaniar Matapour, o suposto autor do crime não poderá ter nenhum tipo de contato com o mundo exterior

AFP

Resumindo a Notícia

  • Suposto autor do tiroteio foi considerado como um islamista com problemas de saúde mental
  • Norueguês de origem iraniana é suspeito de ter matado dois homens perto de um bar
  • Outras 21 pessoas foram feridas após o tiroteio em evento da comunidade LGBTQIA+
  • Polícia norueguesa ainda não determinou o motivo do ataque, mas tem várias teorias
Tiroteio em Oslo deixou dois mortos e feriu 21

Tiroteio em Oslo deixou dois mortos e feriu 21

Javad Parsa/NTB/AFP - 25.6.2022

O suposto autor do tiroteio mortal em Oslo, na Noruega, considerado pela polícia como um islamista com problemas de saúde mental, foi colocado nesta segunda-feira (27) em prisão preventiva por quatro semanas.

Identificado oficialmente como Zaniar Matapour, o suspeito de 43 anos não poderá ter nenhum tipo de contato, visitas ou correspondências, com o exterior até 25 de julho, determinou o tribunal de Oslo.

O norueguês de origem iraniana é suspeito de ter matado dois homens, de 54 e 60 anos, e ter ferido outros 21, quando abriu fogo perto de um bar no centro de Oslo na noite da última sexta-feira (24), em meio a comemorações do Orgulho LGBTQIA+.

A polícia norueguesa ainda não determinou o motivo do ataque.

Zaniar Matapour é suspeito de "ato terrorista", homicídio e tentativa de homicídio.

A polícia afirmou que está trabalhando em várias teorias, desde um ataque como motivação ideológica, um crime de ódio contra a comunidade LGBTQIA+, um ato de uma pessoa desequilibrada ou uma combinação de vários fatores.

Últimas