Internacional Talibã mata duas pessoas por ouvirem música em casamento

Talibã mata duas pessoas por ouvirem música em casamento

Embora o novo governo do Afeganistão não tenha legislado sobre o tema, ele ainda considera o hábito contrário à lei islâmica

AFP
Afeganistão sofre com o radicalismo dos talibãs

Afeganistão sofre com o radicalismo dos talibãs

Wakil Kohsar/AFP - 20.10.2021

Combatentes do grupo Talibã mataram dois convidados do casamento por tocarem música, disseram autoridades locais e testemunhas no sábado, ato condenado pelo governo talibã.

Um dos parentes das vítimas relatou que milicianos talibãs abriram fogo durante um casamento organizado na cidade de Sorkhood (leste) porque os convidados estavam ouvindo música afegã, matando duas pessoas e ferindo outras duas.

Toda a música secular foi proibida pelo Talibã durante seu regime anterior (1996-2001).

Embora o novo governo islâmico ainda não tenha legislado sobre o assunto, ele ainda considera que ouvir música não religiosa é contrário à sua visão da lei islâmica.

"Os jovens tocavam música em uma sala separada, três talibãs vieram e atiraram neles. Os dois feridos estão em estado grave", disse uma testemunha.

Qazi Mullah Adel, porta-voz da província de Nangarhar, confirmou o incidente sem dar mais detalhes.

Em Cabul, o porta-voz do governo, Zabihulá Mujahid, não confirmou a autenticidade do incidente, mas acrescentou que o Talibã se opõe a tais atos.

Últimas