Internacional Tempestade tropical Laura causa 3 mortes na República Dominicana

Tempestade tropical Laura causa 3 mortes na República Dominicana

Mais de mil pessoas precisaram ser realocadas e e 129 foram transferidas para abrigos segundo informações das autoridades do país 

Tempestade Laura passa pela República Dominicana

Tempestade Laura passa pela República Dominicana

Orlando Barría/EFE

Ao menos três pessoas morreram na República Dominicana neste domingo (23) devido às chuvas torrenciais causadas pela tempestade tropical Laura, enquanto mais de mil precisaram ser deslocadas, segundo fontes oficiais.

Uma mulher de 37 anos e o filho, de nove, morreram em um bairro de Santo Domingo após o imóvel no qual residiam desmoronar. Fontes da Defesa Civil disseram à Agência Efe que as vítimas são Yilenia e Darwin Frías. A casa desmoronou durante a madrugada, em Los Palmeros, no oeste da capital dominicana.

A terceira vítima é um homem ainda não identificado que morreu depois que uma árvore caiu sobre a casa onde morava, em La Guáyiga, a 22 quilômetros de Santo Domingo.

Por causa das chuvas, 1.050 pessoas precisaram ser evacuadas e 129 foram transferidas para abrigos. Segundo um balanço preliminar, 210 residências sofreram danos consideráveis e uma ficou completamente destruída. De acordo com o diretor do Centro de Operações de Emergências (COE), Juan Manuel Méndez, esse número pode ser ainda maior.

Cerca de um milhão de residências e comércios estão sem eletricidade no sul e no leste do país, conforme informaram as empresas distribuidoras de energia.

O fenômeno meteorológico tocou o solo na noite passada, pelo leste, e deve se distanciar da República Dominicana nesta tarde. Mas, de acordo com as previsões, as chuvas continuarão no sul do país.

Os efeitos da tempestade provocaram uma mudança nos alertas emitidos COE para as 32 províncias, elevando para 20 as localidades marcadas com o alerta vermelho, enquanto as restantes estão com a cor amarela, a intermediária.

A República Dominicana conta com 2.532 abrigos, com capacidade para acolher um total de 588.819 personas. Em julho deste ano, o país foi afetado pela tempestade tropical Isaías, que danificou centenas de imóveis, principalmente na zona leste, e matou um homem.

Últimas