Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Terremoto na Turquia e na Síria provocou mais de 17 mil mortes

Chance de encontrar pessoas com vida sob os escombros é menor após mais de 72 horas de trabalhos de resgate

Internacional|R7


Tremor de magnitude 7,8 atingiu o sul da Turquia e o norte da Síria na segunda-feira (6)
Tremor de magnitude 7,8 atingiu o sul da Turquia e o norte da Síria na segunda-feira (6) -/AFP

O número de mortos no terremoto que atingiu a Turquia e a Síria na segunda-feira (6) subiu para 17.176 nesta quinta-feira (9). Após mais de 72 horas de trabalho para localizar pessoas sob os escombros, as chances de encontrar alguém com vida são cada vez menores. 

Além disso, as baixas temperaturas do inverno diminuem as esperanças de localizar sobreviventes.

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, anunciou em Gaziantep, uma das cidades mais afetadas pelo tremor de terra, que o balanço do país subiu para 14.014 mortos e mais de 60 mil feridos.

Na Síria o número provisório registra 3.162 mortos.

Publicidade

Apesar da ajuda internacional, não há equipes de resgate suficientes para atuar em toda a região que foi atingida pelo abalo sísmico.

Leia também

Em muitos casos, voluntários e familiares juntam forças para tentar quebrar grandes pedaços de concreto e até cavam com as mãos para encontrar desaparecidos.

Publicidade

Até a quarta-feira (8), quando se completaram 48 horas após o terremoto, mais de 9.000 pessoas tinham sido resgatadas com vida na Turquia. Essas pessoas foram encaminhadas para o hospital e foram acolhidas em abrigos provisórios. 

O Brasil enviou uma equipe de 40 pessoas, entre bombeiros e militares, e quatro cães farejadores que vão ajudar nas buscas pelas vítimas do terremoto.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.