Internacional Trump confirma criação de tarifas para importação de aço e alumínio

Trump confirma criação de tarifas para importação de aço e alumínio

Medida, que cria uma tarifa de 25% para importação de aço e 10% para alumínio, é criticada até mesmo por membros do Partido Republicano

Trump confirma criação de tarifas para importação de aço e alumínio

Donald Trump anunciou tarifas para importação de aço e alumínio para os EUA

Donald Trump anunciou tarifas para importação de aço e alumínio para os EUA

Reuters / Leah Millis / 8.3.2018

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou nesta quinta-feira (8) dois decretos, que criam tarifas de 25% para importação de aço e de 10% para importação de alumínio, respectivamente.

A medida, que entra em vigor em 15 dias, vem sendo alvo de críticas até de membros do partido de Trump, o Republicano. O principal consultor econômico da presidência, Gary Cohn, anunciou na terça sua saída do governo, por discordar das tarifas.

Isenção para México e Canadá

Inicialmente previsto para todas as importações de aço e alumínio, o novo plano tarifário de Trump vai eximir, num primeiro momento, as importações vindas do México e do Canadá.

Os dois vizinhos formam com os EUA o NAFTA, e os países ainda negociam um acordo comercial amplo para o bloco. Outros países poderão pedir isenção semelhante, mas os detalhes ainda não foram divulgados.

Diversos países, como o Brasil e os membros da União Europeia, já se manifestaram contra as tarifas. O governo brasileiro já denunciou os EUA à Organização Mundial do Comércio (OMC).

Críticas

Um dos maiores críticos ao plano de Trump é o presidente da Câmara dos EUA, o deputado republicano John Ryan, afirmou que continuará debatendo a medida.

"Nossa economia e nossa segurança nacional saem mais fortes quando promovemos o livre comércio com nossos aliados e as práticas previstas em lei", afirmou Ryan.