Internacional Trump dará entrevista no dia do aniversário do ataque ao Capitólio

Trump dará entrevista no dia do aniversário do ataque ao Capitólio

Ex-presidente falará sobre a comissão parlamentar encarregada de investigar o caso, que ele julga ser 'extremamente parcial'

AFP
Para Trump, comissão deveria investigar as eleições de 2020, que ele chamou de 'fraudulentas'

Para Trump, comissão deveria investigar as eleições de 2020, que ele chamou de 'fraudulentas'

Brandon Bell / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP

O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump anunciou nesta terça-feira (21) que dará uma entrevista coletiva em 6 de janeiro, dia em que o ataque ao Capitólio por parte de simpatizantes do ex-magnata imobiliário completa um ano. 

Em um comunicado, Trump disse que falará da eleição presidencial de novembro de 2020, na cidade de Mar-a-Lago, na Flórida, e repetiu, sem fundamento, que foi roubada.

O ex-presidente republicano criticou a comissão parlamentar encarregada de investigar esse ataque que comoveu os Estados Unidos e o mundo e a acusou de ser "extremamente parcial". Em vez disso, deveria investigar "as eleições presidenciais fraudulentas de 2020", declarou.

"Darei uma coletiva de imprensa em 6 de janeiro em Mar-a-Lago para abordar esses e outros aspectos", disse.

"Enquanto isso, lembrem-se que a insurreição aconteceu em 3 de novembro", dia das presidenciais, acrescentou.

Trump, que perdeu as eleições de 2020 por mais de sete milhões de votos para o democrata Joe Biden, insinuou nos últimos meses que poderia se apresentar para as eleições de 2024.

A comissão parlamentar à qual se refere tenta esclarecer os fatos de 6 de janeiro de 2021, quando milhares de simpatizantes de Trump invadiram a sede do Congresso dos Estados Unidos para tentar impedir que a vitória eleitoral de Biden fosse validada.

O ex-magnata imobiliário tenta evitar que a comissão obtenha documentos que possam incriminá-lo e, por isso, multiplica os recursos jurídicos, até agora em vão.

Últimas