Internacional Trump diz duvidar que Biden não soubesse da operação de busca e apreensão em sua casa na Flórida

Trump diz duvidar que Biden não soubesse da operação de busca e apreensão em sua casa na Flórida

Imprensa americana sustenta que a ação policial pretendia encontrar documentos confidenciais sobre armas nucleares que o ex-presidente tirou da Casa Branca

  • Internacional | Do R7, com EFE

Resumindo a Notícia
  • Trump chamou a ação policial de 'grande vergonha para o país'

  • Fontes próximas à investigação não detalharam se o material foi realmente encontrado

  • Trump disse que operação ocorreu às 6h30 da manhã e com muitos agentes

  • Segundo ele, a ação policial incluiu a inspeção dos armários da ex-primeira-dama Melania

O ex-presidente dos EUA Donald Trump fala na Conferência de Ação Política Conservadora

O ex-presidente dos EUA Donald Trump fala na Conferência de Ação Política Conservadora

Octavio Jones/Reuters - 28.02.2022

O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump afirmou, na última quinta-feira  (11), que duvida que o atual presidente, Joe Biden, não soubesse que haveria uma operação de busca e apreensão na sua casa na Flórida, como sustenta a Casa Branca.

“Alguém realmente acredita que Joe Biden e a Casa Branca não sabiam nada sobre essa grande vergonha para o nosso país (a maior da história desde a catástrofe no Afeganistão?)? Eu não acredito!”, escreveu o ex-governante em sua rede social.

A busca na casa de Trump, na última segunda-feira (8), teve como objetivo encontrar documentos confidenciais sobre armas nucleares que o ex-presidente tirou da Casa Branca, segundo publicou o jornal The Washington Post.

O Post, que citou fontes anônimas próximas à investigação, afirmou que a operação responde à preocupação do governo dos EUA de que os documentos confidenciais que Trump levou quando deixou a Presidência caiam em “mãos erradas”.

As fontes não esclareceram se as informações supostamente encontradas na casa de Trump estavam relacionadas a armas nucleares em posse dos EUA ou de potências estrangeiras nem detalharam se esse material foi realmente encontrado.

Segundo Trump, a ação policial ocorreu sem aviso prévio e também incluiu a inspeção dos armários da ex-primeira-dama Melania.

Em mensagem na rede social Truth Social, ele declarou que a equipe de advogados e representantes designada estava cooperando "totalmente" e que um relacionamento "muito bom" havia sido estabelecido.

“Tudo ia bem, melhor que com a maioria dos presidentes precedentes, e logo, de repente e sem aviso, Mar-a-Lago foi alvo de uma batida, às 6h30 da manhã, por um número muito grande de agentes", escreveu o ex-presidente na rede social que ele mesmo fundou.

“O governo poderia ter o que queria se nós tivéssemos”, acrescentou, para logo depois repreender os agentes por terem também revistado os armários da esposa, vasculhado roupas e itens pessoais e os deixado depois em “um relativo desastre”.

Últimas