Internacional Trump diz que comissão que investiga ataque ao Capitólio dos EUA é um 'escárnio da Justiça'

Trump diz que comissão que investiga ataque ao Capitólio dos EUA é um 'escárnio da Justiça'

Ex-presidente afirma que tribunal é tentativa de "distrair o povo americano da grande dor que sente"

  • Internacional | Do R7

Trump discursou em Washington momentos antes da invasão do Capitólio em 6 de janeiro

Trump discursou em Washington momentos antes da invasão do Capitólio em 6 de janeiro

Mandel Ngan/AFP - 6.1.2021

Donald Trump classificou nesta segunda-feira (13) como um "escárnio da Justiça" as investigações realizadas pela comissão do Congresso sobre o ataque ao Capitólio dos Estados Unidos pelos apoiadores do ex-presidente e repetiu as declarações falsas de que houve fraude nas eleições de 2020.

Em uma carta de 12 páginas, sua primeira reação substancial às conclusões do comitê do Congresso, o ex-presidente disse que, em vez de se concentrar nos problemas do país, o painel liderado pelos democratas era um "tribunal ilegal" que "procura distrair o povo americano da grande dor que sente".

"A verdade é que os americanos apareceram em grande número em Washington D.C. em 6 de janeiro de 2021, para responsabilizar seus funcionários eleitos pelos sinais claros de atividade criminosa ao longo da eleição", acrescentou.

A comissão, composta de sete deputados democratas e dois republicanos, investiga há cerca de um ano a responsabilidade de Trump no ataque ao Capitólio por seus apoiadores.

Em duas audiências públicas, os legisladores tentaram provar que o magnata estava no centro de uma "tentativa de golpe de Estado" ao incentivar seus apoiadores a invadir a sede do Congresso, e que insistiu nas "mentiras" sobre o processo eleitoral apesar dos conselhos de seus assessores, que lhe garantiram que havia perdido a eleição para Joe Biden.

Quatro outras audiências devem acontecer até 23 de junho.

Últimas