Internacional Tunísia confirma 23 mortos e 47 feridos no ataque jihadista

Tunísia confirma 23 mortos e 47 feridos no ataque jihadista

A polícia tunisiana deteve nove pessoas suspeitas de terem envolvimento no atentado

Tunísia confirma 23 mortos e 47 feridos no ataque jihadista

O balanço oficial de vítimas do ataque terrorista perpetrado ontem no centro da Tunísia confirmou 23 vítimas mortas e outras 47 feridas, divulgou nesta quinta-feira (19) pelo ministro de Saúde, Said Saidi.

O ministro disse que das 23 pessoas mortas, 18 eram turistas estrangeiros, além de um policial, um motorista de ônibus, uma faxineira do museu e dois terroristas.

A polícia tunisiana deteve nove pessoas suspeitas de terem envolvimento no atentado.

Identificados dois suspeitos do ataque ao Museu do Bardo, na Tunísia

Fontes de Segurança tunisianas confirmaram à Agência Efe que os suspeitos estão detidos para interrogatório para tentar esclarecer quem ordenou o atentado que comoveu a Tunísia.

O governo confirmou que quatro dos detidos estão diretamente envolvidos no ataque terrorista e os cinco restantes podem ter conexões com esse grupo jihadista, publicou a imprensa local citando fontes oficiais.

Além disso, forças especiais prosseguem com a investigação em bairros do entorno da capital e nas zonas montanhosas vizinhas à fronteira com a Argélia, uma área militar fechada na qual o exército tunisiano luta há meses com grupos jihadistas provenientes do Sahel.  

Sobe o número de mortos em atentado terrorista em Túnis

Homens armados invadem Parlamento da Tunísia