Rússia x Ucrânia

Internacional Ucrânia afirma que bombardeou posições russas na Ilha das Serpentes

Ucrânia afirma que bombardeou posições russas na Ilha das Serpentes

Local se tornou um símbolo da resistência ucraniana desde o início da guerra com a Rússia, em 24 de fevereiro

AFP
Militares ucranianos disseram que o bombardeio destruiu um sistema de defesa antiaéreo

Militares ucranianos disseram que o bombardeio destruiu um sistema de defesa antiaéreo

Reprodução Wikimedia Commons

O Exército ucraniano afirmou que bombardeou posições russas na Ilha das Serpentes, no mar Negro, transformada em um símbolo da resistência ucraniana desde o início da invasão russa, em 24 de fevereiro.

"Nossas forças bombardearam posições do inimigo na Ilha das Serpentes", afirmou na última terça-feira (26) à noite, no Facebook, o comando sul do Exército ucraniano.

O Exército ucraniano afirmou que o bombardeio atingiu um "posto de controle" e destruiu um sistema de defesa antiaéreo, e informou que estava tentando determinar "as baixas" sofridas pelas forças russas.

A Rússia, que tomou o controle da Ilha das Serpentes no primeiro dia da ofensiva militar, não confirmou até o momento ter sido alvo de um bombardeio nesse lugar.

A pequena Ilha das Serpentes se tornou um símbolo da resistência ucraniana depois que um grupo de guardas de fronteira ucranianos rejeitou a intimação de se render lançada pelo navio russo Moskva e enviou uma mensagem de rádio em que xingava os militares russos que viralizou nas redes sociais.

Pouco depois, o Moskva bombardeou a ilha, e os militares russos que desembarcaram nela capturaram integrantes do Exército ucraniano, que foram trocados posteriormente por prisioneiros russos, segundo as autoridades ucranianas.

O Moskva, o principal navio da frota russa no mar Negro, afundou em meados de abril após ser atingido por dois mísseis ucranianos. A Rússia reconheceu que um marinheiro morreu e 27 estão desaparecidos, mas alega que o navio afundou devido a um incêndio provocado por uma explosão a bordo.

Últimas