Internacional Ucrânia usa inteligência artificial para identificar autores de massacres

Ucrânia usa inteligência artificial para identificar autores de massacres

Empresa dos EUA fornece base de dados com 10 bilhões de fotos e mais de 2 bilhões de imagens da rede social russa VKontakte

Agência EFE
Autoridades participaram de velório coletivo em Bucha, na Ucrânia

Autoridades participaram de velório coletivo em Bucha, na Ucrânia

Sergei Supinsky/AFP - 8.4.2022

O vice-primeiro-ministro ucraniano e responsável pela Transformação Digital, Myjailo Fedorov, afirmou neste sábado (9) que a tecnologia de reconhecimento facial e a inteligência artificial já permitiram localizar e identificar muitos dos autores de assassinatos em Bucha e Irpin.

"Hoje, a tecnologia possibilita encontrar todos aqueles que foram capturados pelo menos uma vez por um alvo. E, levando em conta o quanto gostam de colocar fotografias na internet e o número de câmeras nas cidades e nas casas, resolveremos essa questão muito rapidamente", disse Fedorov, citado pela agência de notícias Unian.

"De fato, muitos assassinos que aterrorizaram civis em Bucha e Irpen já foram encontrados. Dentro de pouco tempo, vamos estabelecer toda a informação sobre essas pessoas: os seus perfis nas redes sociais, onde e com quem servem e vivem", afirmou.

O Ministério da Defesa da Ucrânia começou a utilizar a tecnologia de reconhecimento facial Clearview AI para reconhecer os invasores russos, combater a desinformação e identificar os mortos, segundo Unian.

A Clearview AI, empresa americana de reconhecimento facial, fornece software a empresas, agências de aplicação da lei, universidades e indivíduos, e a sua base de dados inclui 10 bilhões de fotos e mais de 2 bilhões de imagens da rede social russa VKontakte.

Últimas