Internacional Um ano depois, Argentina acha nova pista de submarino desaparecido

Um ano depois, Argentina acha nova pista de submarino desaparecido

Destroços encontrados a 800 metros de profundidade podem levar à embarcação que desapareceu em 15 de novembro de 2017 com 44 a bordo

  • Internacional | Fábio Fleury, do R7

Imagem mostra destroços, que podem ser de submarino, no fundo do mar

Imagem mostra destroços, que podem ser de submarino, no fundo do mar

Armada Argentina

Um ano após o desaparecimento do submarino argentino ARA San Juan e dos 44 tripulantes que estavam a bordo, a empresa responsável pelo resgate afirmou que encontrou uma pista no Oceano Atlântico com "grande probabilidade" de ser a embarcação.

Fontes da Marinha argentina revelaram que a Ocean Infinity, companhia norte-americana que faz as buscas há meses, encontrou pelo sonar um objeto de cerca de 60 metros de comprimento, numa profundidade de 800 metros.

Resgate e mau tempo

O chamado 'contato' foi localizado há alguns dias, mas o mau tempo na região prejudicou os trabalhos de resgate. A empresa pretende checar a região com um minissubmarino controlado remotamente, ainda nesta sexta-feira (16).

O sinal foi registrado pela Ocean Infinity, como um indício categoria C, que indica "grande probabilidade" de ser o submarino.

Um ano do desaparecimento

O ARA San Juan fez seu último contato com a Marina argentina antes de desaparecer no dia 15 de novembro de 2017. A embarcação voltava para o porto Mar del Plata, após participar de exercícios militares na base de Ushuaia, na Patagônia.

O submarino teria apresentado uma falha que gerou um incêndio no banco de baterias, local em que a energia é armazenada. Seria por este motivo que a tripulação da embarcação teria perdido contato com o comando naval.

Submarino desapareceu há um ano, em 15 de novembro de 2017

Submarino desapareceu há um ano, em 15 de novembro de 2017

REUTERS/Armada Argentina/02.06.2014

Últimas