Internacional Um soldado ucraniano morre e seis ficam feridos no leste separatista, segundo exército

Um soldado ucraniano morre e seis ficam feridos no leste separatista, segundo exército

Desde a retomada das tensões no front oriental da Ucrânia, oito soldados e um civil morreram em confrontos com separatistas

AFP
Soldado ucraniano caminha na cidade de Schastia, perto de Lugansk, no leste da Ucrânia

Soldado ucraniano caminha na cidade de Schastia, perto de Lugansk, no leste da Ucrânia

Aris Messinis/AFP - 22.02.2022

Um soldado ucraniano morreu e outros seis ficaram feridos na última terça-feira (22) em bombardeios separatistas pró-russos no leste da Ucrânia, informou o exército, em meio a uma escalada das tensões.

"Um militar foi assassinado na região de Lugansk", informou à AFP o porta-voz militar Pavlo Kovalchuk, sem especificar onde os outros soldados ficaram feridos.

Após vários dias de escalada das tensões, as autoridades ucranianas afirmaram que o primeiro dia do conflito tinha sido relativamente tranquilo. Os jornalistas da AFP testemunharam disparos de mísseis em várias regiões de Lugansk.

Desde o começo do ano e da retomada das tensões no front oriental da Ucrânia, oito soldados das forças armadas ucranianas e um civil morreram em confrontos com as forças separatistas, a maioria por disparos de artilharia.

Em 2021, segundo as forças armadas ucranianas, 66 soldados morreram nas duas "repúblicas" de Donetsk e Lugansk.

A violência no front, onde há oito anos começou uma guerra com os separatistas apoiados pela Rússia, se intensificou esta semana diante do temor do Ocidente de uma iminente invasão russa.

A Rússia anunciou oficialmente na terça-feira que tinha estabelecido relações diplomáticas com as duas regiões, cuja independência foi reconhecida pelo presidente russo, Vladimir Putin, na véspera, uma decisão condenada por Kiev e pelo Ocidente.

R7

Últimas