Internacional United Airlines demitirá funcionários que não se vacinarem

United Airlines demitirá funcionários que não se vacinarem

Companhia aérea deu um prazo até o fim de outubro para que todos apresentem o comprovante de imunização completa

Agência EFE
United Airlines enviou um comunicado interno tornando obrigatória a imunização contra a covid-19

United Airlines enviou um comunicado interno tornando obrigatória a imunização contra a covid-19

Pixabay

A United Airlines pediu para que todos os funcionários se vacinem contra a covid-19 até o fim de outubro, caso contrário serão demitidos, segundo informou nesta sexta-feira (6) a emissora americana CNBC.

Até então, a maior parte do setor aéreo havia optado por incentivar a vacinação ou exigi-la apenas dos novos contratados, exceto por motivos de saúde ou religiosos, que serão analisados caso a caso.

Google e Facebook obrigam funcionários a se vacinarem

Em nota interna da diretoria da United aos funcionários, a empresa diz que tem a responsabilidade de garantir que os empregados estejam seguros no ambiente de trabalho e reconhece que haverá discordâncias em relação à ordem.

Os funcionários da companhia aérea deverão comprovar que receberam a vacinação completa com doses de Pfizer, Moderna ou Janssen cinco semanas após a aprovação do órgão regulador dos EUA ou antes de 25 de outubro, o que ocorrer antes.

Boa parte dos 67 mil funcionários da United no país já foram vacinados, entre eles 90% dos pilotos e 80% dos comissários de bordo, mais do que algumas concorrentes.

Empresa pode obrigar trabalhador a se vacinar contra covid-19?

Com a nova medida, a United se junta a outras grandes corporações que exigem a vacinação dos funcionários como a Tyson Foods, que tem 120 empregados; o Walmart, que requer a vacinação apenas dos funcionários de escritório, não das lojas.

Essas decisões ocorrem em meio a um aumento de casos de covid-19 atribuído à propagação da variante delta do coronavírus, que também levou autoridades a pedirem para funcionários públicos comprovarem que estão vacinados.

Últimas