Internacional Veneza recupera gradualmente sua normalidade, mas atenta às marés

Veneza recupera gradualmente sua normalidade, mas atenta às marés

Situação está melhorando na cidade italiana após o nível da água atingir 187 centímetros, o registro mais alto desde 194 centímetros de 1966

Turistas voltaram a caminhar pelas ruas e pela Praça de São Marcos

Turistas voltaram a caminhar pelas ruas e pela Praça de São Marcos

Andrea Merola/EFE/EPA - 16.11.2019

A cidade de Veneza está recuperando gradualmente a normalidade após as fortes inundações dos últimos dias, embora as autoridades permaneçam alertas para as próximas marés, já que o nível do mar deve subir para 160 centímetros.

A situação está melhorando na cidade após a enchente da última terça-feira, quando a água atingiu 187 centímetros, o nível mais alto desde os 194 centímetros em 1966.

Os turistas voltaram a caminhar pelas ruas e pela Praça de São Marcos, fechada ontem com a chegada da "água alta". Além disso, as empresas reabriram suas portas, embora algumas ainda estejam fechadas, reparando os danos causados pela água.

No entanto, Veneza ainda segue "refém" das marés do Adriático que inundaram seu centro histórico.

O Centro de Previsão da Câmara Municipal de Veneza disse que "a maré permanecerá em níveis muito elevados durante as próximas horas", o que está ligado a uma evolução meteorológica "incerta", devido à tempestade que atinge o norte do país.

Mas, em qualquer caso, os níveis de água de hoje serão muito mais contidos em comparação com as inundações históricas desta semana: o pico máximo será de 105 centímetros, algo que não causa alerta.

Porém, a situação vai piorar possivelmente amanhã, quando a maré poderá subir para 160 centímetros por volta das 12h (hora local), enquanto na segunda-feira diminuirá novamente, para no máximo 105 centímetros.

O patriarca de Veneza, Dom Francesco Moraglia, participará hoje ao lado do prefeito Luigi Brugnaro de uma entrevista coletiva, pois uma das maiores preocupações é o prejuízo que a Basílica de São Marcos poderia ter sofrido.