Internacional Venezuela faz exercícios militares contra suposta ameaça do Brasil

Venezuela faz exercícios militares contra suposta ameaça do Brasil

As manobras, verificadas em diversos prédios públicos e bairros de Caracas e outras regiões são chamadas de "Escudo Bolivariano 2020"

Reuters
Venezuela faz os primeiros exercícios militares de 2020 contra supostas ameaças

Venezuela faz os primeiros exercícios militares de 2020 contra supostas ameaças

EFE/ Miguel Gutiérrez

Mais de dois milhões de militares da Força Armada Nacional Bolivariana e da Milícia realizam neste fim de semana manobras em diversos pontos da Venezuela para se prepararem, segundo o presidente Nicolás Maduro, contra planos de agressão de Estados Unidos, Colômbia e Brasil.

Em entrevista ao canal estatal VTV, o ministro da Defesa venezuelano, Vladimir Padrino, afirmou que mais de 2,3 milhões de combatentes fazem exercícios militares em "todo o território" do país..

As manobras, verificadas em diversos prédios públicos e bairros de Caracas e outras regiões são chamadas de "Escudo Bolivariano 2020".

Nicolás Maduro afirmou em sua conta no Twitter que o objetivo dos exercícios é "defender a integridade territorial, a independência e a soberania nacional". Nesta semana, em entrevista, ele afirmou que o país está se preparando contra supostos planos bélicos dos presidentes do Brasil, Jair Bolsonaro, e da Colômbia, Iván Duque.

No ano passado, as Forças Armadas venezuelanas realizaram três exercícios  militares para tentar provar a capacidade de defessa do país. Os primeiros ocorreram entre os dias 10 e 15 de fevereiro e foram classificados por Maduro como "os exercícios militares mais importantes da Venezuela". Em julho e setembro ocorreram os outros dois treinamentos.

Últimas