Internacional Voluntários fazem fila para abrigar cães antes do furacão Florence

Voluntários fazem fila para abrigar cães antes do furacão Florence

Dezenas de pessoas foram a abrigos de animais na Carolina do Norte, que serão fechados por causa da passagem do furacão, para buscar cães

furacão florence

Moradores fazem fila para buscar animais em abrigo na Carolina do Norte

Moradores fazem fila para buscar animais em abrigo na Carolina do Norte

Reprodução via Twitter

Dezenas de moradores da Carolina do Norte (EUA) fizeram fila na porta de um abrigo para cães na cidade de Wake Forest esta semana. O local terá de ser fechado por causa da passagem do furacão Florence, nos próximos dias, e os animais não teriam onde ficar.

Com a proximidade da chegada do furacão, 1 milhão de moradores das regiões costeiras dos estados da Carolina do Sul, Carolina do Norte e Virgínia, receberam uma ordem de evacuação do governo. Muitos deles deixaram seus animais de estimação em abrigos e partiram.

Abarrotados e sob risco por ficarem na rota da tempestade, os abrigos receberam ordens para fechar também e, em meio à evacuação, diversas entidades encontraram formas diferentes de lidar com o excesso de animais em risco.

Em Wake Forest, moradores de outras cidades que ficam distantes da rota prevista para o furacão foram buscar cães para ficarem em suas casas.

É o caso da escritora Ali Standish, que levou um cachorro para casa, em Raleigh, e publicou a foto com seus outros cachorros em seu perfil no Twitter. Floyd, dormindo à direita dela, veio do abrigo na quarta.

Outro abrigo, em Pawsley Island, na Carolina do Sul, fez parceria com uma entidade no Tennesee, a centenas de quilômetros, e mandou vans levando todos os seus animais.

Segundo autoridades, os próximos dias serão decisivos não apenas para a população humana dos estados que serão atingidos pelo furacão, mas também os animais. Os que estão nos abrigos precisarão de voluntários, doação e lares temporários.

Acompanhe o noticiário internacional no R7

    Access log