Internacional Zelenski lamenta falta de unidade dos países ocidentais diante da guerra na Ucrânia

Zelenski lamenta falta de unidade dos países ocidentais diante da guerra na Ucrânia

Presidente ucraniano falou por videoconferência durante o Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça

AFP
Presidente da Ucrânia, Volodmir Zelenski

Presidente da Ucrânia, Volodmir Zelenski

Fabrice COFFRINI / AFP

O presidente ucraniano Volodmir Zelenski lamentou nesta quarta-feira a falta de "unidade" que, em sua opinião, os países ocidentais demonstram diante da guerra na Ucrânia, três meses após o início da invasão russa.

"Minha pergunta é: há unidade [dos países ocidentais] na prática? Eu não a vejo", lamentou ele por videoconferência durante o Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça, antes de afirmar que o país "precisa do apoio de uma Europa unida".

"Há unidade sobre a adesão de Suécia e Finlândia à Otan? Não. Então, o Ocidente está unido? Não", afirmou o presidente ucraniano.

"Teremos vantagem sobre a Rússia quando estivermos todos verdadeiramente unidos", acrescentou.

O presidente ucraniano agradeceu mais uma vez a ajuda financeira e militar prestada pelo presidente americano Joe Biden, mas insistiu na necessidade de um apoio mais claro da Europa.

"Estamos no continente europeu e precisamos do apoio de uma Europa unida", insistiu, antes de criticar a posição do primeiro-ministro húngaro Viktor Orban, hesitante sobre um embargo europeu ao petróleo russo.

"Algo não vai bem na Hungria", disse.

Últimas