Zuckerberg doa R$ 1,6 bilhão para garantir eleições seguras nos EUA

Quase todo o valor será destinado ao Center for Tech and Civic Life, para a contratação e treinamento de trabalhadores para as eleições 

Mark Zuckerberg disse estar preocupado com as eleições nos Estados Unidos

Mark Zuckerberg disse estar preocupado com as eleições nos Estados Unidos

Charles Platiau/Reuters - 24.05.2018

O diretor executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, e a esposa, Priscilla Chen, anunciaram nesta terça-feira uma doação de US$ 300 milhões (R$ 1,6 bilhão) para organizações dedicadas a garantir a realização de eleições seguras nos Estados Unidos em meio à pandemia de covid-19.

"Estou preocupado com a infraestrutura do nosso país, que enfrenta muitos novos desafios neste ano por causa da pandemia de covid-19. Haverá níveis históricos de votos por correio, e um número maior de trabalhadores e equipamentos para a votação a distância", comentou Zuckerberg na rede social.

Do montante total, US$ 250 milhões (R$ 1,3 bilhão) serão destinados ao Center for Tech and Civic Life, para a contratação e treinamento de trabalhadores para as eleições de 3 de novembro, assim como para comprar materiais para os centros de votação.

Leia mais: Por que grandes empresas decidiram boicotar o Facebook

Os US$ 50 milhões (R$ 269 milhões) restantes irão para o Center for Election Innovation and Research, que os dividirá entre as secretarias do país responsáveis pela organização eleitoral, para que melhorem as medidas de segurança e ofereçam informações aos eleitores.

A doação faz parte da resposta de Zuckerberg às críticas que o Facebook recebeu nos últimos meses por supostamente não estar fazendo o suficiente para combater as notícias falsas compartilhadas na rede social.