JR na TV Justiça condena mãe que dopou e asfixiou o filho em Planalto (RS), em 2020

Justiça condena mãe que dopou e asfixiou o filho em Planalto (RS), em 2020

Ela vai cumprir 30 anos e dois meses de prisão pela morte de Rafael Winques, que tinha 11 anos

Depois de três dias de julgamento, a justiça condenou Alexandra Dougokenski, a mãe que dopou e asfixiou o próprio filho na cidade de planalto, no Rio Grande do Sul, em 2020. Ela vai cumprir 30 anos e dois meses de prisão pela morte de Rafael Winques, que tinha 11 anos. Alexandra foi condenada por homicídio doloso quadruplamente qualificado, com motivos torpe e fútil, asfixia, dissimulação e recurso que dificultou a defesa da vítima. As denúncias contra ela, entretanto, não acabam por aqui. Isso por que a justiça mandou reabrir o caso sobre a morte do primeiro marido dela, José Dougokenski, que teria cometido suicídio em 2007. A defesa de Alexandra disse que vai recorrer da sentença e pedir a anulação do júri.

Últimas