Minas Gerais Afogamentos marcam o dia mais quente do ano em Minas

Afogamentos marcam o dia mais quente do ano em Minas

Os anos de 2022 e 2023 já somam quase 500 mortes por afogamento em MG, de acordo com o Corpo de Bombeiros   

  • Minas Gerais | Rosildo Mendes da Record Tv

Pelo menos três pessoas morreram afogadas, neste domingo (24), na lagoa Várzea das Flores, na Grande Belo Horizonte. A primeira morte aconteceu na parte da represa que fica na cidade de Betim.

Os anos de 2022 e 2023 já somam quase 500 mortes por afogamento em Minas Gerais

Os anos de 2022 e 2023 já somam quase 500 mortes por afogamento em Minas Gerais

Corpo de Bombeiros/divulgação


De acordo com o Corpo de Bombeiros, testemunhas que estavam no local, conhecido como Chácaras São Sebastião, relataram ter visto um homem de 25 anos entrar nas na água e afundar. Após uma hora de buscas, o corpo foi encontrado, a 3 metros de profundidade e a 15 metros das margens.

Aumento do número de afogamentos  está no radar do Corpo de Bombeiros

Aumento do número de afogamentos está no radar do Corpo de Bombeiros

Corpo de Bombeiros/divulgação


Já a segunda morte ocorreu na avenida Adutora Várzea da Flores, no bairro Itacolomi, também em Betim. Um jovem de 18 anos entrou na água para se banhar e afundou completamente, próximo à margem. Os militares realizaram o salvamento e iniciaram as manobras, mas a vítima não resistiu.

O último caso ocorreu no início da tarde, mas na cidade de Contagem. Dessa vez, o acionamento do Corpo de Bombeiros ocorreu no bairro Tupã. Os militares estiveram no local e retiraram o corpo de um homem de 20 anos. Testemunhas contaram que ele entrou na água e afundou.

Os anos de 2022 e 2023 já somam quase 500 mortes por afogamento em Minas Gerais, de acordo com o Corpo de Bombeiros.

Últimas