Estados Unidos

Minas Gerais Aluno de escola pública de MG é aprovado em Harvard nos EUA

Aluno de escola pública de MG é aprovado em Harvard nos EUA

Arthur de Oliveira Abrantes, morador de Paracatu, aprendeu inglês sozinho em casa 

  • Minas Gerais | Ana Gomes, Do R7

Em 2015, Arthur Abrantes visitou os Estados Unidos pelo projeto Jovens Embaixadores

Em 2015, Arthur Abrantes visitou os Estados Unidos pelo projeto Jovens Embaixadores

Arquivo Pessoal

Com apenas 18 anos, o mineiro Arthur de Oliveira Abrantes já alcançou um feito desejado por milhares de estudantes do mundo todo. O jovem de Paracatu, região noroeste do Estado, foi aprovado em Harvard e outros seis universidades dos Estados Unidos.

Aluno da rede pública de ensino desde criança, o desejo de ingressar em uma instituição no exterior surgiu quando Abrantes tinha 15 anos e havia acabado de iniciar o primeiro ano do ensino médio no IFTM (Instituto Federal do Triângulo Mineiro).

— Eu vi uma reportagem na TV de uma brasileira que foi aprovada em Havard. Depois disso, começou a pesquisar com era o processo para ingressar.

Com as pesquisas, o rapaz descobriu que além de notas boas na escola, precisava participar de atividades extracurriculares. A partir de então, Abrantes participou do teatro do IFTM, do grêmio estudantil, do grupo de robótica, montou uma banda, foi monitor de química e fez iniciação científica.

Um requisito para entrar nas universidades dos EUA é a fluência em inglês. Como não tinha condições financeiras para arcar com os custos de um curso, o mineiro estudou em casa e conseguiu dominar o idioma. Ele até criou o projeto social "Teach me", para ensinar inglês a crianças da cidade.

Leia mais sobre Minas Gerais no Portal R7

Experimente grátis: todos os programas da Record na íntegra no R7 Play

Abrantes participou de dois projetos que julga fundamental para sua aprovação nas instituições. Em 2014, ele e outros 77 jovens foram até Brasília pelo projeto Parlamento Jovem Brasileiro, onde teve a oportunidade de viver uma semana como parlamentar. Já em 2015, o rapaz foi para a Washington (EUA), com outros 49 jovens, para workshops sobre justiça social e outras temas. Ele também ficou hospedado na casa de uma família americana e fez palestras sobre o Brasil nas escolas do país.

O rapaz dedicou o fim de 2015 ao processo de seleção das universidades. Este ano foi surpreendido com a aprovação em sete instituições: Harvard, Stanford, Amherst, Tufts, Wesleyan, Lafayette e Evansville. A escolhida de Abrantes é Harvard, onde conseguiu uma bolsa de estudos.

— Acredito que a experiência vai agregar muito ao meu futuro e abrir muitas portas pra mim. As oportunidades de crescimento serão imensas e eu espero poder contribuir de alguma forma para o desenvolvimento do Brasil com tudo que eu aprender lá fora.

Últimas