Minas Gerais Alunos de BH acusam professora de dizer que “atravessaria a rua ao ver um negro à noite”

Alunos de BH acusam professora de dizer que “atravessaria a rua ao ver um negro à noite”

Estudantes protestaram no pátio da instituição pedindo a saída da profissional; Polícia Militar foi acionada pela direção da escola

  • Minas Gerais | Kiuane Rodrigues, da Record TV Minas

Confusão foi filmada por uma aluna

Confusão foi filmada por uma aluna

Record TV Minas/Reprodução

A Polícia Militar foi acionada até a Escola Estadual Djanira Rodrigues de Oliveira, na região de Venda Nova, em Belo Horizonte, nesta terça-feira (19), após os alunos acusarem uma professora de fazer um comentário racista dentro da sala de aula. Os estudantes marcaram um protesto contra a situação nesta quarta-feira (20). 

Segundo uma estudante que presenciou a situação, a profissional ministrava uma aula de matemática quando ouviu uma conversa dos alunos sobre racismo e resolveu intervir. A professora, então, começou a falar sobre a época da sua criação e, em certo momento, teria tido: “Se eu visse um homem negro à noite, eu atravessava a rua”. Uma aluna filmou a discussão. 

Ainda de acordo com a jovem, a fala causou indignação entre os colegas de classe e a profissional tentou se justificar dizendo que educa seus filhos de uma forma diferente. 

Após a situação, os estudantes fizeram um protesto no pátio da escola, nesta terça-feira (19), pedindo a saída da professora e a PM foi chamada pela instituição para controlar a situação.

Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais informou que acompanha o caso e que vai ouvir as partes. Já a direção da instituição disse que "sempre desenvolveu atividades pedagógicas sobre o combate ao racismo para que haja discussões e disseminação de conhecimento sobre o tema".

Últimas