Minas Gerais Anac libera aeronaves de grande porte no Aeroporto da Pampulha

Anac libera aeronaves de grande porte no Aeroporto da Pampulha

No entanto, Infraero depende de decisão do Tribunal de Contas da União para que a medida entre em vigor

Pista opera apenas para voos com destinos regionais

Pista opera apenas para voos com destinos regionais

Divulgação / PBH / Divino Advincula

A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) divulgou uma portaria que permite o Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, receber voos de grande porte. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União no último dia 13 de setembro.

O texto prevê que a pista receba aeronaves da classificação C-4, ou seja, modelos tradicionais do mercado aéreo como Airbus A320 e Boeing 737. O certificado também estabelece uma frequência de 155 pousos semanais na base.

No entanto, para que a decisão entre em vigor, a Infraero, responsável por administrar o aeródromo, depende de uma decisão do TCU (Tribunal de Contas da União). Em dezembro de 2017, o Tribunal barrou provisoriamente os voos regulares de longa distância na unidade e, segundo o órgão, ainda não há previsão para o julgamento em definitivo do caso. Enquanto isso, o aeroporto opera apenas com voos para terminais regionais.

Procurada, a Anac informou que a autorização liberada faz parte de uma análise técnica que avalia as “infraestruturas”, para “certificar aeroportos e zelar pela segurança operacional”. A Infraero destacou que o benefício é um reconhecimento dos esforços da empresa “com o objetivo de assegurar que o aeroporto da capital mineira está plenamente dentro das condições que permitam a operação de jatos comerciais em voos regulares”.