Minas Gerais ANTT confirma que ônibus que caiu de viaduto em MG estava irregular

ANTT confirma que ônibus que caiu de viaduto em MG estava irregular

Veículo foi arrendado para a empresa JS Turismo, mas consta como "inativo", no sistema da agência reguladora; 19 pessoas morreram em acidente

Ônibus da Localima estava "inativo", diz ANTT

Ônibus da Localima estava "inativo", diz ANTT

Reprodução

O ônibus com placa de Mata Grande-AL, que transportava 48 pessoas até São Paulo e caiu, na última sexta-feira (4), de um viaduto do BR-381 em João Monlevade, a 115 km de Belo Horizonte, estava inativo no sistema da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres). 

Em nota, a agência confirmou que o ônibus com placa DTD-7253 está cadastrado na frota da JS Turismo, que opera o serviço de transporte rodoviário interestadual de passageiros por força de uma decisão em caráter liminar. O veículo foi arrendado para essa empresa por meio da Localima Turismo, que não está cadastrada na base de dados da ANTT.

"No entanto, este veículo, placa DTD 7253, consta como inativo no sistema da Agência, de modo que não pode ser utilizado para realizar transporte de passageiros", afirma a agência reguladora.

Acidente

O acidente aconteceu na tarde da sexta-feira (4), quando o veículo passava pela chamada Ponte Torta, em João Monlevade. Passageiros contaram que o ônibus teve um problema mecânico e perdeu força enquanto subia o trecho. O veículo voltou de marcha a ré, atravessando a contramão e bateu na mureta de proteção.

Em seguida, ele caiu de uma altura de aproximadamente 60 metros. Antes de cair do viaduto, o motorista teria alertado os passageiros que o veículo havia perdido o freio, e, em seguida, pulado.

Além do motorista, cinco passageiros pularam do coletivo. Três deles se feriram nesse momento e precisaram de atendimento médico. O outro condutor do veículo, que estava dormindo no momento, está entre os mortos, que são 19, segundo o Corpo de Bombeiros.

Últimas