Minas Gerais Após agredir pitbull, homem é autuado por maltratar 13 animais

Após agredir pitbull, homem é autuado por maltratar 13 animais

Policia de meio ambiente encontrou gatos, cães e galináceos sem abrigo, água e alimentação na casa do acusado de decepar as patas do cachorro Sansão

Sansão se recupera da mutilação que sofreu

Sansão se recupera da mutilação que sofreu

Reprodução/Instagram

O homem acusado de ter mutilado um pitbull em Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte, foi autuado pela Semad (Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável) por maus-tratos contra outros 13 animais.

Ao todo, ele foi multado em R$ 19 mil por agressões ao pitbull Sansão, que pertence a um vizinho e teve as duas pernas mutiladas, além de agressões a outros três cães, três gatos e sete galináceos que estavam sob sua responsabilidade. Um dos galos, inclusive, morreu. 

De acordo com a Semad, a ação de fiscalização contra o homem começou no dia 6 de julho, quando a PM foi acionada por conta da agressão ao pitbull Sansão. O animal foi encontrado pelo dono com as duas patas traseiras decepadas por uma foice. O autor da agressão foi levado para a delegacia.

À polícia, ele alegou que já havia alertado os donos sobre os riscos de o cachorro invadir seu imóvel, que é vizinho ao local onde ele vivia, para brigar com seus cães.

No dia seguinte, a Polícia Militar de Meio Ambiente autuou o agressor em R$ 1.855,80 pelos maus-tratos ao pitbull. Quatro dias depois, os militares voltaram ao local e flagraram os outros 13 animais sofrendo maus-tratos.

De acordo com a Semad, os animais estavam abandonados, sem abrigo, alimentação e água. Um galináceo morreu e outros 11 foram apreendidos, encaminhados aos cuidados da Sociedade Protetora de Animais. Nessa segunda autuação, ele foi multado em R$ 3.711,60.

A terceira autuação foi feita pela própria Semad, no valor de R$ 13.361,76, cujo objeto eram os maus-tratos aos outros 12 animais. 

Últimas