Minas Gerais Atleta mirim chora ao denunciar técnico adversário por injúria racial

Atleta mirim chora ao denunciar técnico adversário por injúria racial

Caso teria acontecido durante uma partida em que um time mineiro da categoria sub-11 participou na cidade de Caldas Novas, em Goiás

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Um jogador de 11 anos denunciou ter sido vítima de injúria racial pelo técnico do time adversário durante uma partida de futebol em Caldas Novas, no interior de Goiás, nesta quinta-feira (16).

Testemunhas contaram que o garoto saiu do campo chorando. Ao ser questionado pelos pais dos outros atletas mirins, o menino disse que teria ficado incomodado com a forma como o técnico concorrente teria se referido a ele.

Jogador chorou ao falar sobre partida

Jogador chorou ao falar sobre partida

Reprodução / redes sociais

"Ele falava 'fecha o preto, fecha o preto'. Eu aguardei para falar no final [do jogo] com os pais", relatou a criança aos prantos em vídeo gravado logo após a partida.

L. E. B. S participava do torneio Caldas Cup, representando a escola de futebol Uberlândia Academy, da cidade mineira de Uberlândia, a 537 km de Belo Horizonte. O grupo disputava contra a equipe do Set Esportes.

Em comunicado, a Uberlândia Academy informou que denunciou o caso à polícia, que ficará à cargo das investigações. Em nota, a organização do torneio repudiou o ato e disse que tomou as providencias para que a situação não se repita. A reportagem tenta contato com a direção do Set Esportes.

Procurado pela reportagem, o técnico Lázaro Caiana, do time Set Esportes, negou a injúria racial. O homem relatou à reportagem que o técnico do Uberlândia Academy que teria ofendido sua equipe. 

Segundo Caiana, "quase toda nossa comissão técnica é descendente de negros, não teria porque fazer isso". 

Sharapova explica aposentadoria: 'Não me apresentava como tenista'

Últimas