Minas Gerais BH ainda analisa qual grupo de comorbidades terá vacina primeiro

BH ainda analisa qual grupo de comorbidades terá vacina primeiro

Prefeitura vai escalonar as convocações devido ao número de doses recebidas; aplicação começa nesta sexta-feira (7)

Ao menos 290 mil pessoas têm comorbidades em BH

Ao menos 290 mil pessoas têm comorbidades em BH

Adem Altan/AFP - 03.05.2021

Faltando dois dias para início da vacinação contra covid-19 das pessoas com comorbidades, a Prefeitura de Belo Horizonte ainda analisa quem serão os primeiros convocados do grupo e os locais de vacinação.

O Ministério da Saúde já determina uma ordem de prioridade (veja abaixo), mas a capital mineira terá que escalonar a lista, uma vez que não há doses de vacinas suficientes para todas as pessoas que passarão a ter direito ao medicamento a partir desta sexta-feira (7).

O levamento mais recente da Secretaria Municipal de Saúde, da manhã desta segunda-feira (3), aponta que até então 70 mil pessoas com comorbidades haviam se cadastrado para receber o imunizante. No entanto, o município recebeu 50.310 unidades da vacina da Pfizer que serão destinadas ao grupo.

A prefeitura estima que 290 mil moradores têm algum tipo de comorbidade na cidade, o que indica que apenas 25% deles fizeram a inscrição nos quatro dias em que o sistema ficou aberto. O cadastro foi encerrado às 23h59 desta segunda-feira. Agora, a prefeitura analisa os dados para checar se há nomes duplicados.

"O cadastro de pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas será reaberto assim que a Secretaria Municipal de Saúde receber informações de novas remessas para vacinar esses grupos", informou a administração municipal.

A expectativa é que, de posse das informações, os técnicos da Secretaria de Saúde definam os subgrupos que vão ser vacinados nesta sexta-feira e neste sábado (8).

Ainda de acordo com a prefeitura, as pessoas com deficiência permanente beneficiárias do BPC (Benefício de Prestação Continuada) não precisam realizar o cadastro. As outras precisam fazer a inscrição e "reunir documentos para comprovar a condição (exames, receitas, relatório médico e/ou prescrição médica)".

O cronograma oficial indica que os grupos de comorbidades seguirão uma ordem de idade, dividida em duas grandes fases. São elas:

Fase 1:

·  Pessoas com Síndrome de Down entre 18 e 59 anos;
·  Pessoas com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise) de 18 a 59 anos;
·  Gestantes e puérperas com comorbidades, a partir de 18 anos;
·  Pessoas com comorbidades de 55 a 59 anos;
·  Pessoas com deficiência permanente beneficiárias do programa Benefício de Prestação Continuada (BPC) de 55 a 59 anos.

Fase 2:

·  Demais pessoas com comorbidades;
·  Pessoas com deficiência permanente beneficiárias do programa Benefício de Prestação Continuada (BPC);
·  Gestantes e puérperas independentemente de condições pré-existentes.

Veja a lista de comorbidades consideradas prioritárias para vacinação:

    • Diabetes mellitus

    • Pneumopatias crônicasgraves

    • Hipertensão Arterial Resistente (HAR)

    • Hipertensão arterial estágio 3

    • Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade

    • Insuficiência cardíaca (IC)

    • Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar

    • Cardiopatia hipertensiva

    • Síndromes coronarianas

    • Valvopatias

    • Miocardiopatias e Pericardiopatias

    • Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas

    • Arritmias cardíacas

    • Cardiopatias congênita no adulto

    • Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados

    • Doença cerebrovascular

    • Doença renal crônica

    • Imunossuprimidos

    • Anemia falciforme

    • Obesidade mórbida

    • Síndrome de down

    • Cirrose hepática

    • Doenças raras

Últimas