Minas Gerais BH amanhece com névoa branca no céu e pode bater recorde de calor

BH amanhece com névoa branca no céu e pode bater recorde de calor

Meteorologistas explicam que devido à baixa umidade do ar, materiais como poeira e poluição sobem para a atmosfera, causando o efeito de fumaça

  • Minas Gerais | Caio Silva* e Pablo Nascimento, do R7

Céu amanheceu com aspecto esfumaçado nesta manhã

Céu amanheceu com aspecto esfumaçado nesta manhã

Pablo Nascimento / R7

O céu de Belo Horizonte amanheceu sob uma leve névoa branca, nesta segunda-feira (28). Segundo especialistas, o fenômeno é causado pela baixa umidade do ar.

Anete Fernades, meteorologista do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), explica que a falta de ventos também contribui ao não dispersar a poeira e as partículas de poluição.

— Materiais particulares como poeira e poluição se elevam para a atmosfera, causando um efeito óptico dando a impressão que o céu está mais branco. 

A especialista destaca que o efeito é comum nesta época do ano, quando as temperaturas se elevam logo após o inverno.

Previsão do tempo

Ainda segundo a meteorologista, as temperaturas na capital mineira irão aumentar "bastante" nesta semana, podendo passar o recorde já registrado no ano, que foi de 35,7°C, em setembro

Anete diz que entre esta segunda e a quinta-feira (1º), os termômetros na cidade irão variar de 20°C a 36°C. A umidade relativa do ar ficará entre 15% a 25%. O nível ideal para OMS (Organização Mundial da Saúde) é acima de 60%.

A Defesa Civil Municipal emitiu um alerta para os riscos de baixa umidade, orientando a população à ficar atenta à hidratação.

*Estagiário do R7 sob supervisão de Pablo Nascimento

Últimas