Minas Gerais BH faz censo e conta 16 jacarés morando na Lagoa da Pampulha

BH faz censo e conta 16 jacarés morando na Lagoa da Pampulha

Contagem começou em fevereiro e vai até junho e tem como objetivo saber quantos animais são, a faixa etária e a espécie dominante no local

Parcial de senso mostra que 16 répteis moram na Lagoa

Parcial de senso mostra que 16 répteis moram na Lagoa

Reprodução/Record TV Minas

Os moradores de Belo Horizonte se acostumaram a ouvir a história de que a Lagoa da Pampulha, principal cartão postal da capital, abriga um jacaré. O animal se tornou uma verdadeira entidade belo-horizontina.

Nesta sexta-feira (11), a PBH (Prefeitura de Belo Horizonte), mostrou à população que o jacaré da Pampulha, tem uma família. Segundo uma parcial do censo que está sendo realizado pela PBH, para identificar quantos répteis habitam o local e conhecer as características dos animais, até agora, 16 animais já foram identificados.

A pesquisa começou em fevereiro deste ano e vai até junho, e tem como objetivo saber quantos animais são, a faixa etária, a espécie dominante, os locais de reprodução, além da interação com outros espécimes e com o ecossistema.

Segundo a prefeitura, após os resultados do estudo, será verificado se há excesso no número de animais e, se necessário, será proposto um plano de manejo junto ao Ibama para o controle reprodutivo dos répteis.

*Estagiária do R7 sob supervisão de Lucas Pavanelli

Últimas