Minas Gerais Bombeiros retomam buscas por desaparecidos em Capitólio (MG)

Bombeiros retomam buscas por desaparecidos em Capitólio (MG)

Uma guarnição da corporação saiu de Passos, no Sul de Minas, no início da manhã com barcos e equipamentos de mergulho

  • Minas Gerais | Gledson Leão, da Record TV Minas

Bombeiros ainda buscam por três desaparecidos

Bombeiros ainda buscam por três desaparecidos

Divulgação/Corpo de Bombeiros

O Corpo de Bombeiros retomou, na manhã deste domingo (9), as buscas pelas três pessoas que estão desaparecidas após o desprendimento da rocha do paredão de cânion da lagoa das Furnas, em Capitólio (MG).

De acordo com o major Rodrigo Castro, uma guarnição saiu de Passos, no Sul de Minas, por volta de 5h, com barcos e equipamentos de mergulho para iniciarem os trabalhos.

Conforme a corporação, as três vítimas estavam na mesma embarcação, denominada Jesus. Os outros 17 — de um total de 20 buscados inicialmente — foram encontrados e encaminhados para os hospitais da região.

O tenente Pedro Aihara, porta-voz da corporação no Estado, explica que o foco é total nas buscas. "No momento, temos sete óbitos e três vítimas ainda desaparecidas", disse o militar.

Aihara afirma que todas vítimas estavam na lancha de nome Jesus, que foi uma das quatro embarcações atingidas impactadas pelo desprendimento da rocha. Das outras três lanchas, todas as vítimas foram resgatadas e conduzidas para unidades hospitalares da região.

Identificação

Números oficiais dos bombeiros dão conta de sete óbitos, sendo três mulheres e quatro homens. As vítimas ainda não foram identificadas. Os corpos foram encaminhados para o IML (Instituto Médico Legal) de Passos (MG).

A Defesa Civil diz acreditar que as mortes ocorreram por afogamento ou impacto do rochedo com a embarcação.As vítimas também terão as digitais coletadas, que serão encaminhadas para o Instituto de Análises e, se necessário, para a Polícia Federal para que as identidades dos corpos sejam descobertos.

Últimas