Cachorro defende morador de rua de ataque em Belo Horizonte

Gerson Flores dormia na calçada com os amigos quando um outro sem-teto surgiu no local com uma barra de ferro e duas facas nas mãos

Cão salvou o dono de um ataque

Cão salvou o dono de um ataque

Pablo Nascimento/ R7

O cachorro de um morador de rua defendeu seu dono de um ataque na madrugada desta sexta-feira (22), no bairro Floresta, na região Leste de Belo Horizonte.

De acordo com Gerson Flores, de 48 anos, vítima da tentativa de agressão, ele e outros dois sem tetos estavam dormindo, mas foram acordados pela movimentação do cão de estimação.

O animal tentava pegar um outro morador de rua que estava com uma barra de ferro e duas facas nas mãos.

— Eu não ouvi nada. Só escutei depois que o Pitoco já estava indo atrás dele.

Após ser atingido com a barra em um dos braços, Flores conta que tentou se defender e acabou usando o objeto para bater no agressor. Alessandro Souza, de 40 anos, foi atingido na cabeça e levado para o hospital em estado grave, sob escolta policial.

Segundo Flores, Souza alegou que foi até o local para reaver um carrinho de compras que teria sido roubado por um dos amigos do morador de rua.

Segundo Bruno Costa, tenente da Polícia Militar, Flores pode ser autuado, mesmo agindo em legítima defesa ao atingir o outro homem com a barra de ferro.

— Vai ficar a critério do delegado, que vai avaliar se ele agiu ou não em legitima defesa. No curso do processo criminal, vai ser identificado se ele agiu com excesso ou não.

A barra de ferro e as duas facas usadas na confusão foram apreendidas. Após a confusão, o morador agradeceu a ajuda do cão que vive com ele.

— Pitoco é o meu herói.

Veja mais:

*Estagiária do R7 sob a supervisão de Pablo Nascimento