Minas Gerais Cadela é morta a facadas após invadir quintal de vizinho em MG

Cadela é morta a facadas após invadir quintal de vizinho em MG

Suspeito fugiu após a polícia ser acionada, em Leopoldina (MG); cidade registrou série de maus-tratos contra animais recentemente

  • Minas Gerais | Rodrigo Dias, da Record TV Minas

Um homem é suspeito de de matar, a facadas, a cadela de um vizinho, após o animal entrar no quintal da casa dele, na zona rural de Leopoldina, a 322 km de Belo Horizonte.

A cachorrinha, conhecida como Pipoca, morreu antes mesmo da chegada dos veterinários. O agricultor Márcio dos Santos, dono do animal, classificou o ato como uma “covardia”.

— Ela me acompanhava sempre. O cara matou ela simplesmente porque ela foi no quintal dele. Esfaqueou ela. Foi uma covardia.

Pipoca foi morta a facadas em Leopoldina

Pipoca foi morta a facadas em Leopoldina

Reprodução / Record TV Minas

Revoltados, os moradores da cidade denunciaram o crime para a Polícia Civil, mas o suspeito conseguiu fugir. De acordo com a perita e ativista dos direitos dos animais, Mirna Soares, esse não é um caso isolado de violência contra animais na região.

— Há seis meses atrás, uma cadela foi morta a pedradas. Pouco tempo depois, vários gatos apareceram mortos. Semanas depois disso, foram os pombos que apareceram pintados, inclusive o Balanço Geral Minas mostrou isso. Aguardamos a justiça de todos esses casos.

Maus-tratos a animais

No fim de setembro, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou uma lei que aumentou para cinco anos a pena de quem maltratar qualquer animal no Brasil. O dispositivo foi apelidado de sansão, em homenagem ao cachorro que foi amordaçado e teve as patas cortadas com um facão em Confins, na Grande BH.

Últimas