Minas Gerais Candidato a vereador é assassinado após live no interior de Minas

Candidato a vereador é assassinado após live no interior de Minas

Cássio Remis (PSDB) foi presidente da Câmara Municipal de Patrocínio, a 393 km de Belo Horizonte; suspeito do crime é irmão do prefeito da cidade

  • Minas Gerais | Célio Ribeiro*, do R7

Cássio Remis denunciava obras da prefeitura

Cássio Remis denunciava obras da prefeitura

Reprodução / Facebook

O ex-presidente da Câmara Municipal de Patrocínio e candidato a vereador, Cássio Remis (PSDB), foi morto a tiros na tarde desta quinta-feira (24).

Segundo a PM (Polícia Militar), o crime aconteceu enquanto o político tentava reaver o celular que teria sido tomado pelo secretário de Obras da cidade, após uma live em que Remis denunciava supostas irregularidades em obras da prefeitura.

Atualização: Inicialmente foi divulgado que o político morreu durante uma live, mas a polícia atualizou as informações explicando que o crime aconteceu após a transmissão ao vivo.

A transmissão

Remis fez a transmissão ao vivo pouco antes de morrer. Enquanto falava sobre a possível irregularidade na obra, o ex-presidente da Câmara Municipal gravou o momento em que um veículo branco se aproxima.

Um homem desce do carro e é identificado pela vítima como Jorge Marra, secretário municipal de Obras e irmão do prefeito, Deiró Marra (DEM). O candidato a vereador chega a anunciar a chegada do opositor.

— Está aqui agora o secretário que veio aqui para me agredir.

Quando o homem se aproxima da vítima, o celular começa a balançar. Remis chega a pedir para o homem não quebrar o aparelho. Neste momento, a transmissão é interrompida.

De acordo com o tenente-coronel Caixeta, que atendeu à ocorrência, depois de ter pegado o celular do candidato do PSDB, o homem entrou de volta no carro e seguiu em direção à Secretaria de Obras.

Remis foi atrás do suspeito para tentar pegar o aparelho de volta e foi atingido com cinco tiros de arma de fogo ao chegar em frente à sede da secretaria. Ainda segundo o militar, o autor do crime fugiu do local em uma caminhonete Hillux e ainda não foi encontrado.

*Estagiário do R7 sob a supervisão de Flavia Martins y Miguel.

Últimas