Minas Gerais Caso Monique: ex namorado da jovem foi preso neste sábado (25)

Caso Monique: ex namorado da jovem foi preso neste sábado (25)

Luiz Gustavo Lopes Silva, de 28 anos, é suspeito de matar a vendedora de 21 anos; ele foi detido em Contagem

  • Minas Gerais | Andréa Silva, da RecordTV Minas

Monique Ferreira Costa, de 21 anos, desapareceu em 17 de fevereiro e o corpo foi encontrado três dias depois, debaixo do Viaduto das Almas

Monique Ferreira Costa, de 21 anos, desapareceu em 17 de fevereiro e o corpo foi encontrado três dias depois, debaixo do Viaduto das Almas

Redes sociais /Divulgação

A Polícia Civil com apoio da Polícia Militar prendeu neste sábado (25), no Bairro Industrial, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, o ex namorado da vendedora Monique Ferreira Costa, de 21 anos, que desapareceu em 14 de fevereiro e o corpo foi encontrado três dias depois, em mata na BR-040, debaixo do Viaduto das Almas, entre Ouro Preto e Itabirito, na Região Central de Minas Gerais.

O suspeito, Luiz Gustavo Lopes Silva, de 28 anos, é vendedor de carros, morador do Bairro Buritis, na Região Oeste de BH. A família de Monique acredita que ele seja o autor do assassinato da jovem. Na tarde deste sábado, vizinhos avisaram aos parentes da vendedora que o rapaz estava no apartamento onde ela morava para buscar os móveis e pertences da ex. Ele chegou ao imóvel acompanhado de um chaveiro.

Desesperada com a informação, a família procurou a Delegacia de Pessoas Desaparecidas e denunciou Luiz Gustavo. A Polícia Civil mobilizou equipe e prendeu o suspeito em flagrante pelo crime de fraude processual. O rapaz foi levado no início da noite para a delegacia, onde prestou depoimento. Luiz vai ser encaminhado para uma penitenciária.

O jovem é investigado pela Polícia Civil também pela morte de Monique.

Sumiço

Monique sumiu depois de enviar uma mensagem enigmática para a mãe, na madrugada de 14 de fevereiro, por volta das 2h30, informando que algo muito grave havia acontecido e que ela iria até a delegacia fazer uma denúncia. Porém, depois disso, a jovem não deu mais notícias e também não havia registrado o boletim de ocorrência. Pressentindo que algo tinha ocorrido com a filha, a mãe, procurou a Polícia Civil, registrou o desaparecimento de Monique e apontou Luiz Gustavo como o responsável.

O corpo da jovem foi encontrado em 17 de fevereiro. A vítima estava enrolada em cobertores, em um plástico bolha e sacolas de lixo, que haviam sido presos com fita. Os laudos periciais apontaram lesões na cabeça e no rosto, constaram a falta de muitos dentes da vítima, indícios que ela tenha sofrido agressões intensas antes de ser morta.

A última imagem de Monique foi registrada no dia que ela desapareceu. Ela foi filmada saindo de uma clínica de estética na rua Henrique Badaró Portugal, no Buritis, onde tinha passado por um procedimento de drenagem linfática. O registro foi feito às 19h15 de 14 de fevereiro, horas antes do desaparecimento. Monique estava na companhia de Luiz Gustavo e uma amiga.

Namoro

Os parentes da jovem informaram que Luiz Gustavo tinha um relacionamento conturbado com Monique por causa de ciúmes. Também disseram que a jovem havia comprado um carro com o namorado, que não entregou o veículo. Ainda segundo relatos dos parentes, o vendedor de carros estava devendo dinheiro a agiotas e vinha sendo pressionado por eles.

A Polícia Civil enviou nota neste sábado confirmando "a prisão em flagrante do principal suspeito do homicídio da jovem Monique Ferreira da Costa, que havia desaparecido na data de 17 de fevereiro e cujo corpo foi encontrado às margens da rodovia BR 040, no dia 23. De acordo com a equipe da Divisão de Referência da Pessoa Desaparecida/DHPP, responsável pelas investigações, o suspeito teria arrombado o apartamento da vítima e recolhido diversos objetos de interesse para as investigações, razão pela qual  foi preso em flagrante pela prática do crime de fraude processual. Mais informações sobre o caso serão repassadas durante a entrevista coletiva, na próxima segunda-feira (27). Delegados responsáveis: Letícia Gamboge; Bianca Braile e Alexandre Fonseca."

Últimas