Cerca de 500 lojas de shoppings não irão reabrir na Grande BH

Associação diz que 15% do total de lojas de shopping da região metropolitana fecharam ou fecharão em breve; vendas online não suportaram despesas

Cerca de 510 lojas de shoppings não irão reabrir

Cerca de 510 lojas de shoppings não irão reabrir

Reprodução / Pixabay

Ao menos 510 das 3.400 lojas de shoppings da região metropolitana de Belo Horizonte estão fechadas ou irão fechar em breve, é o que afirma o superintendente da Aloshopping (Associação dos Lojistas de Shopping Centers de Minas Gerais), Alexandre Dolabella França.

De acordo com ele, as vendas online não foram capaz de suprir a ausência do atendimento presencial, e os mais afetados foram os pequenos empresários, que trabalham com uma estrutura quase amadora.

— A venda online ficou restrita às grandes lojas, que já tinham estrutura, capilaridade. As pequenas lojas e os quiosques tentaram trabalhar pelo Whatsapp, mas isso não dá pra cobrir nenhum custo.

Alexandre Dolabella afirmou ainda que, além do fraco movimento nas vendas online, os comerciantes sofreram com a falta de auxílio financeiro. A economia brasileira, que vem se arrastando nos últimos anos, também impacta os lojistas.

— O lojista que tinha capital de giro tinha uma verba pequena, para cobrir uns 45 dias. O Governo Federal também demorou a agir, a verba para empréstimo era baixa. E, junto com isso tudo, tem o empresário que passa sufoco com a recessão desde 2014.

De acordo com o superintendente da Aloshopping, Alexandre Dolabella França, a reabertura também não é solução, já que os lojistas teriam o retorno das despesas sem ter volume de venda. A medida também atrapalharia o combate à pandemia.

— Não sabemos se é pior a loja ficar fechada ou aberta, essa é a nossa situação. Apesar do sucesso do combate à pandemia, BH tem a maior quarentena do mundo. A gente reconhece que é complicado balancear economia e saúde, mas a Prefeitura poderia ter aberto mais leitos e permitir uma flexibilização do comércio.

Reabertura

Em Belo Horizonte, os shoppings estão impedidos de abrir as portas desde o final de março, quando a prefeitura, por meio de decreto, determinou que apenas comércios essenciais poderiam funcionar. 

Na última sexta-feira (31), a Prefeitura de Belo Horizonte divulgou um novo protocolo de reabertura gradual da economia. Conforme as novas regras, os shoppings centers e galerias comerciais poderão reabrir na fase 1, desde que atendam a uma série de medidas sanitárias, como controle de acesso e aferição de temperatura de clientes e funcionários

*Estagiário do R7 sob a supervisão de Lucas Pavanelli