Minas Gerais Com lama no corpo, estudantes de ouro Preto protestam contra desastre de Mariana

Com lama no corpo, estudantes de ouro Preto protestam contra desastre de Mariana

Alunos da Escola de Artes da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) fizeram nesta quinta-feira, 21, em Ouro Preto, protesto contra a Samarco e suas duas controladoras, Vale e BHP Billiton, pelo rompimento da barragem de Mariana, em 5 de novembro do ano passado. Os estudantes passaram lama em seus corpos e entoaram versos contra as empresas. "Não esqueceremos", diziam.

Com o fechamento da praça para a entrega da Medalha da Inconfidência, o grupo fez o protesto próximo a um dos pontos de acesso à praça, que eram monitorados pela Polícia Militar. A cerimônia contou com a participação do governador de Minas, Fernando Pimentel (PT), e teve como homenageado o ex-presidente uruguaio José Mujica.

Últimas