Minas Gerais Construção da área de escape no Anel Rodoviário de BH é iniciada

Construção da área de escape no Anel Rodoviário de BH é iniciada

Intervenção na 'descida do Betânia' deve ficar pronta no 1º semestre de 2022; prefeitura estuda novas áreas de escape na capital

'Descida do Betânia' vai ganhar área de escape

'Descida do Betânia' vai ganhar área de escape

Reprodução / Record TV Minas

As intervenções para a construção da área de escape no Anel Rodoviário de Belo Horizonte, nas proximidades do bairro Betânia, foram iniciadas na manhã desta quarta-feira (6). A obra deve ficar pronta no primeiro semestre de 2022.

A área de escape será instalada no trecho conhecido como ‘descida do Betânia’, local com grande fluxo de veículos pesados e palco de vários acidentes graves nos últimos anos. Com isso, motoristas que perderem o freio no trecho poderão jogar o veículo para a direita e entrar em uma área de 400 metros de extensão coberta com argila expansiva, capaz de frear o veículo e evitar um acidente de grandes proporções.

De acordo com o superintendente da Sudecap (Superintendência de Desenvolvimento da Capital), Henrique Castilho, a estrutura pode ser comparada com uma piscina com camadas de material arenoso.

— Primeiro tem o asfalto, depois o concreto, que é o pavimento rígido. Por último, uma caixa revestida com cinasita, que é um material comparável com uma brita. O veículo chega nessa parte final e afunda.

O projeto é focado na prevenção de acidentes com veículos desgovernados por causa da alta velocidade ou pela perda de freio. Castilho ressalta que a área de escape traz um avanço na segurança do Anel Rodoviário, mas afirma que outras intervenções devem ser feitas.

— Não é um trabalho único, virão outras intervenções que vamos planejar junto com a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e a Via 040, como novas áreas de escape.

Nesta quarta-feira (6), agentes da prefeitura começaram a realizar o corte das árvores no local. A próxima etapa será a terraplanagem. A obra tem um orçamento de R$ 3,5 milhões.

Últimas