Minas Gerais Construtoras vão devolver R$ 12 milhões por queda de viaduto que caiu na Copa do Mundo 

Construtoras vão devolver R$ 12 milhões por queda de viaduto que caiu na Copa do Mundo 

Acordo foi feito, nesta quarta-feira, no MP de Minas, e dinheiro vai para a prefeitura

  • Minas Gerais | Do R7, com Record Minas

As construtoras envolvidas na queda do viaduto Guararapes, que matou duas pessoas e feriu 22, em Belo Horizonte, em julho de 2014, durante a Copa do Mundo no Brasil, terão que devolver R$12 milhões à Prefeitura de Belo Horizonte. O acordo de reparação de danos foi feito no Ministério Público de Minas, na tarde desta quarta-feira (18). 

A Consol, responsável pelo projeto, deverá devolver cerca de R$ 230 mil, já a Cowan, construtora das obras de melhorias viárias para a Copa, será responsabilizada pela quase totalidade do valor acordado. O prazo para o pagamento ainda será definido. 

Onde fica

A avenida Pedro I é um dos acessos das regiões norte e Venda Nova, em Belo Horizonte, até o Mineirão. A distância entre o estádio e o viaduto é de 5 km. 

Viaduto corria risco de cair

Em fevereiro de 2014, a Pedro I ficou quase uma semana interditada por conta do risco de queda de outro viaduto em construção no complexo viário que recebe o BRT Move. A estrutura, sobre a rua Montese, no bairro Santa Branca, cedeu 30 cm por conta de dilatação das pistas. No acidente ninguém se feriu. Após análise da Sudecap (Superitendência de Desenvolvimento da Capital), o braço do viaduto foi reconstruído. O acidente aconteceu uma semana antes da estreia do BRT Move na capital mineira.

Últimas