Minas Gerais Covid-19: quase 100% da população de BH está vacinada com uma dose

Covid-19: quase 100% da população de BH está vacinada com uma dose

Prefeitura afirmou que 86,4% dos moradores completaram o ciclo vacinal; dados foram baixados de sistema antes de ataque hacker 

  • Minas Gerais | Ana Gomes, Do R7

Dados foram divulgados por secretário da Saúde

Dados foram divulgados por secretário da Saúde

Fernando Frazão/Agência Brasil

Quase 100% dos moradores de Belo Horizonte receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Já 86,4% completaram o ciclo de imunização, segundo a prefeitura da capital.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Jackson Machado, 2.192.671 pessoas com 12 anos ou mais se vacinaram com uma dose, número que corresponde a 99,7% da população belo-horizontina, e 1.900.150 com as duas.

O levantamento foi feito cruzando os dados da base nacional do SIPN de pessoas que declararam residência na capital mineira e se vacinaram em outras cidades. “Isso justifica, em grande parte, o fato de termos eventos grandes como jogos de futebol com 60 mil pessoas, por exemplo, e as nossas taxas de ocupação estarem instáveis”, afirmou o secretário.

Machado confirmou ainda que os dados foram transferidos do ConecteSUS para o sistema da prefeitura antes do site do Ministério da Saúde ser alvo de um ataque hacker durante a madrugada desta sexta-feira (10).

“Ao fazer esse levantamento, nós baixamos esses números. Os dados de todos os belo-horizontinos estão de posse da prefeitura e podem ser disponibilizados ao Ministério”, disse o representante da PBH.

Taxa de transmissão

Após o aumento dos indicadores de transmissão em Belo Horizonte no último fim de semana, Jackson Machado comentou que o Comitê de Enfrentamento à covid-19 e a Secretaria de Saúde não estão preocupados com esse índice, já que as taxas de ocupação estão baixas. 

“Nós estamos com uma demanda muito grande nas nossas unidades de pronto atendimento de pessoas procurando vagas de enfermaria para outras doenças. Nós tivemos que mobilizar uma parte dos leitos, exclusivos da covid, para outras doenças. Isso significa que os indicadores podem aumentar. Nós vamos interpretar os indicadores à luz do que eles significam na realidade. Não há impacto na circulação do vírus na cidade”, explica.

Últimas