Detento de 77 anos morre vítima de covid-19 em Belo Horizonte

De acordo com o Governo de Minas, idoso não tinha outros problemas de saúde e apresentou sintomas 10 dias após ser preso no Ceresp Gameleira

Idoso estava preso no Ceresp Gameleira, em BH

Idoso estava preso no Ceresp Gameleira, em BH

Reprodução / Google Street View

Um detento de 77 anos morreu vítima de covid-19 em Belo Horizonte. A informação foi confirmada pelo Governo de Minas, nesta terça-feira (30).

De acordo com a Sejusp (Secretaria de Segurança e Justiça de Minas Gerais), Pedro Vitoriano de Souza morreu neste domingo (28), 19 dias após ser preso no Ceresp (Centro de Remanejamento Prisional) Gameleira, na região Oeste da capital mineira. Segundo a pasta, o homem não tinha outros problemas de saúde.

Quando apresentou os sintomas, o idoso cumpria na unidade a quarentena obrigatória para os presos recém-chegados ao sistema prisional. Com o agravamento do quadro, o interno foi levado para uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e, em seguida, transferido para o Hospital Júlia Kubischek, onde morreu.

“Todos os 10 presos que pertencem à ala em que Pedro se encontrava já estão, desde o seu encaminhamento para o centro de saúde, isolados e sendo acompanhados pela equipe de saúde da unidade. O local também está recebendo limpeza e desinfecção diariamente. Todos serão testados para covid-19”, informou o Governo de Minas em nota.

Ainda segunda a Sejusp, esta é a segunda morte confirmada no sistema prisional por conta do novo coronavírus. Até esta segunda-feira (29), 321 detentos foram diagnosticados com covid-19.

Procurada pela reportagem, a Secretaria destacou que segue um protocolo para combater o avanço da doença nas unidades prisionais. Entre as medidas, está a triagem de detentos recém-chegados, a limpeza sistemática das celas, suspensão de visitas, uso de máscaras por parte de servidores e o isolamento de casos suspeitos.

Veja a nota da Sejusp sobreo caso:

"A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) e o Departamento Penitenciário de Minas Gerais (Depen-MG) lamentam profundamente a morte de Pedro Vitoriano de Souza, custodiado do Ceresp Gameleira, em Belo Horizonte. 

Pedro foi preso em 9/6 e, dez dias depois, apresentou quadro de corisa e tosse seca. Ele estava em uma das 30 unidades do sistema prisional criadas como porta de entrada, com a função de triagem de presos recém-admitidos do extramuros,  para cumprimento de quarentena, antes do encaminhamento para os demais presídios. Uma estratégia do Depen-MG para evitar e controlar a disseminaçao do coronavírus no ambiente prisional.

Com sintomas gripais e atendido pela área de saúde da unidade, Pedro foi isolado e acompanhado por quatro dias quando, com a piora no quadro, foi encaminhado para a Upa Oeste, em 24/6, local em que foi colhido exame PCR. No dia seguinte, foi encaminhado para o Hospital Júlia Kubischek, onde veio a óbito em 28/6, com causa confirmada para covid-19.

O interno tinha 77 anos e não possuía comorbidades. Cumpria prisão temporária.

Todos os 10 presos que pertencem à ala em que Pedro se encontrava já estão, desde o seu encaminhamento para o centro de saúde, isolados e sendo acompanhados pela equipe de saúde da unidade. O local também está recebendo limpeza e desinfecção diariamente. Todos serão testados para covid-19.

Nas últimas semanas,  como já divulgado pela Sejusp, 11 presos foram confirmados para covid-19 na unidade prisional, em outra ala. Todos estão assintomáticos e também acompanhados pela equipe de saúde do Ceresp.

O Ceresp Gameleira segue sendo acompanhado com prioridade pelo Departamento Penitenciário de Minas Gerais (Depen-MG). A situação da unidade tem sido debatida duas vezes por dia, em conjunto com instituições como Tribunal de Justiça de Minas Gerais, Ministério Público e Defensoria Pública.

A morte do detento Pedro é a segunda no sistema prisional mineiro, em um universo de 60 mil presos. Até as 17h desta segunda, 29/6, 321 detentos têm confirmação da doença. Deste total, 320 estão assintomáticos ou com sintomas leves da doença, acompanhados pelas equipes de saúde das unidades. Um está internado."

* Estagiário da RecordTV Minas, sob supervisão de Pablo Nascimento