Minas Gerais Ex-secretário suspeito de matar mulher é procurado pela Interpol

Ex-secretário suspeito de matar mulher é procurado pela Interpol

Jovem morta no interior de Minas era ex-namorada do suspeito; família da vítima acredita que acusado pretende sair do país

  • Minas Gerais | Shirley Barroso, da Record TV Minas

O ex-secretário de Esportes de São José do Jacuri, a 322 km de Belo Horizonte, suspeito de matar a ex-namorada no último domingo (13) ainda não foi localizado. Ele foi incluído na lista de procurados da Interpol (Organização Internacional de Polícia Criminal).

Natália Epifania de Oliveira, de 23 anos, foi morta durante uma festa na zona rural de São Pedro do Suaçuí, a 318 km de Belo Horizonte. O ex-namorado da vítima e ex-secretário de Esportes de São José do Jacuri, Anderson Christian de Oliveira, de 37 anos, estava na festa e é o principal suspeito do crime. A exoneração de Oliveira foi publicada na segunda-feira (12) pela prefeitura.

Os familiares de Natália estão muito abalados com o crime. O pai da vítima, José Afonso de Oliveira, afirma que a filha viveu em um relacionamento abusivo por mais de três anos. Já o tio de Natália, Mauro Oliveira, afirma que o suspeito era extremamente ciumento e andava armado.

— Era um relacionamento muito tóxico. Ele se incomodava com as roupas que ela usava, impedia que ela conversasse com as pessoas e também traiu ela. Há 6 meses ele largou a Natália para ficar com outra, mas não deu certo. Aí ele começou a perseguir a minha sobrinha em todos os lugares, mas ela não acreditava que ele poderia fazer algo.

Suspeito foi exonerado da prefeitura do interior de MG

Suspeito foi exonerado da prefeitura do interior de MG

Reprodução / Record TV Minas

A Justiça já expediu um mandado de prisão contra o suspeito, que teve seu nome incluído na lista de procurados da Interpol. A família pede para que as imagens do acusado sejam divulgadas nas redes sociais. Pela internet, o Mister Brasil 2019, Thiago Oliveira, que é primo da vítima, divulgou a campanha.

— Quem souber onde que esse cara está, se viu passando, qualquer coisa. A Justiça muitas vezes é falha, mas localizar ele pode trazer um pingo de conforto para essa família que está destruída.

Últimas