Minas Gerais Feira de livros em Poços de Caldas (MG) começa hoje

Feira de livros em Poços de Caldas (MG) começa hoje

É um dos maiores eventos literários do país

Feira de livros em Poços de Caldas (MG) começa hoje

Divulgação

Abrindo o calendário anual de festivais literários no país, a 12ª edição do Festival Literário de Poços de Caldas, Flipoços 2017 garante uma programação eclética, diversificada para todos com novidades e convidados internacionais.

Considerado o maior e mais importante evento do gênero em Minas Gerais, o Flipoços acontece entre os dias 29 de abril e 7 de maio no Complexo Cultural da Urca e tem a expectativa de receber pelo menos 50 mil pessoas durante os nove dias do encontro.

Com o tema “Minha vida é um Romance – Policial, Suspense, Drama ou Aventura: Qual é o seu?”, o encontro abre o calendário anual de festivais do gênero no país e trará para Poços de Caldas, autores nacionais e internacionais e muitos romancistas que vão desde o patrono Milton Hatoum, passando por Bernardo Carvalho, Luiz Ruffato, Antonio Torres, Manuel da Costa Pinto, Tati Bernardi, Jacques Fux, Rafael Gallo, Marcelo Maluf, dentre outros. O festival recebe ainda vários poetas como Bruno Félix, Vladimir Queiroz, José Inácio Vieira de Melo, por exemplo, contistas como Ana Esterque e biógrafos como Joaquim Ferreira dos Santos, que conversa com Lurdinha Camillo (a colunista social mais tradicional da cidade) e Eugênia Zerbini.

Uma das novidades dessa edição é a festa de abertura “Flipoços, Levedo & Letras” que vai acontecer na área externa, nas árvores da Urca e que tem como objetivo reunir os convidados além dos vários escritores que já estarão por aqui nesse dia. O evento vai contar com um show com o grupo Cumari Gafieira e com serviço da Kombi Loren que servirá a cerveja artesanal Gorillaz.
com show para convidados e autores que já estiverem na cidade, logo após a solenidade de abertura, dia 29 de abril, na área externa das árvores.

Tradicionais Ciclos de Literatura continuam com tudo nessa edição

Uma das principais características do Flipoços sempre foi a diversidade e ecletismo de temas. Seguindo essa tradição, não poderia falta nessa edição os Encontros específicos como o da Educação e do Hip Hop e Arte da Periferia. Em ambos Encontro, ilustres personalidades, estão sendo aguardadas como Clóvis de Barros e Rogério Leme, por exemplo. Do outro lado, Mel Duarte, Roberta Estrêla Dalva, Écio Salles (Flupp), Raquel de Oliveira (ex-usuária de drogas e ex-esposa do traficando Naldo, do Rio, que se converteu através daLiteratura) e um show com o Rapper Thiago Delau, farão certamente, a alegria dos jovens ligadas na cultura hip hop.

A Mostra de Cinema Flipoços, também será muito especial nessa edição. Serão exibidos filmes dos escritores Milton Hatoum (Órfãos do Eldorado) e Luiz Ruffato (Redemoinho), documentário sobre Lygia Fagundes Telles (uma das mais romancistas viva) além de exibições no IMS e na Biblioteca Centenária.

No entanto, a novidade nesse ano é a parceria com a Fibrax que vai promover no Festival o Cine Open Air Fibrax Netflix, cujas exibições tem como objetivo apresentar a velocidade da internet oferecida pela empresa. O público poderá ainda desfrutar dos Ciclos de Literatura Feminina, por exemplo, com as autoras Nara Vidal, Eugênia Zerbini, Susana Ventura com mediação de um homem, o jornalista Daniel Benevides, editor da Revista Brasileiros.

Ainda nessa linha, o festival contará com a presença da três escritores brasileiras que moram no exterior e desenvolvem a promoção da literatura brasileira fora do Brasil. São elas, Nara Vida (Inglaterra), Katia Gerlach (Nova York) e Alexandra Zeiner (Augsburgo, Alemanha). Essa última, inclusive, é a Embaixadora pela Paz na Alemanha, nomeada pela ONU.

A Espiritualidade, outro tema do agrado do público, ocupará o teatro com o mestre em Yoga, Rudras Das, que vai apresentar a arte como caminho espiritual. Negócios, Economia, Gestão Empresarial e Meio Ambiente também terão vez no Flipoços 2017. Esse tema será tratado inclusive pelo Príncipe Imperial Dom Bertrand de Orleans e Bragança, trineto de D. Pedro II. Literatura Indígena, também ocupa lugar no Festival com um bate papo entre o indígena Káká Werá e o judeu, José Luiz Goldfarb.

Outro estilo literário que tem público fiel é o Terror e Suspense. Nesse quesito os fãs contarão com a presença dos autores Marcos Barcelos e Rodrigo de Oliveira, ambos com livros que explodem em vendas. Além da participação também do maior representante do estilo na cidade, o autor Antonio Vorhees.

A Literatura Juvenil, outra que causa “frison” no público do Flipoços, também estará bem representada através dos ilustres convidados Pedro Gabriel, Thalita Rebouças, Carina Rissi, Gustavo Lacombe e Gusttavo Majory. A música também tem lugar garantido no encontro, com mesas de Literatura e Blues, com o lançamento do livro Cold Hot, de Sergio Poroger e uma mesa de Literatura e Jazz com Reinaldo Figueiredo que também é integrante do grupo Cia. Estadual do Jazz, que fará um show na noite de 05 de maio marcando o lançamento oficial do evento Poços é Jazz, que ocorre nos dias 1 e 2 de julho. Outra paixão do público é o futebol. Pensando nisso o festival recebe o ilustra Flavio Prado para bate papo sobre o livro “O juramento”, que mistura futebol e ficção.

Literatura e Política em momento tenso nacionalmente

O Flipoços 2017 contará com pessoas polêmicas e de grande interesse para o momento. No furor das delações da Lava Jato, Poços de Caldas, viverá momento histórico com a presença do promotor do Ministério Público e coordenador responsável pela força tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol que vem lançar o livro “A luta contra a corrupção – A Lava Jato e o futuro de um país marcado pela impunidade”, sobre os bastidores da operação lava jato.

“Sabemos o momento complicado que estamos vivendo politicamente no país. Sobretudo, em relação a polarização ideológica. Nós do Flipoços, como um evento aberto, democrático e a partidário, temos um compromisso com o público de trazer cultura, informação e conhecimento. Achamos muito interessante para o Festival, uma pessoa como Deltan vir ao Flipoços lançar nacionalmente seu primeiro livro. Isso fará parte da nossa história, independente, de qualquer coisa” enfatiza Gisele Ferreira.

Além dele, o Festival recebe ainda os jornalistas, Miriam Leitão que vai mediar os filhos Vladimir Netto, Matheus Leitão na mesa “Lutas na ditadura e os desafios da democracia”. O jornalista poços-caldense Luis Nassif, também no Festival e lança o livro biográfico sobre o embaixador Walter Moreira Salles.

Divulgação

O Circuito Pegada Literária mais uma vez, envolve toda a cidade


Já tradicional no Flipoços, esse Circuito vai realizar atividades com vários autores em diversos espaços na cidade. Recebem atividade o Museu Histórico e Geográfico, o Presídio de Poços de Caldas, bibliotecas, cafés, restaurantes, cabine literária, Instituto Moreira Salles, Centro Cultural Afro-Brasileiro Chico-Rei e ainda vai levar atrações e escritores para a zona rural do município, promovendo a literatura a diferentes espaços, fazendo com que toda a população seja inserida no clima do festival.

Autores moçambicanos desembarcam no Flipoços


Neste ano, o carro chefe do Festival, está sendo a vinda da comitiva de escritores moçambicanos, um fato inédito, cuja oportunidade, nenhum outro festival literário no Brasil conseguiu. “Ficamos honrados pelo privilégio de conseguir reunir em um mesmo evento oito escritores internacionais, sendo sete moçambicanos e um português, conta Gisele Ferreira, e isso só foi possível graças a uma importante parceria que firmamos com a Embaixada de Moçambique no Brasil, que acionou o Ministério da Cultura em Maputo e viabilizou as passagens aéreas dos autores. E aqui no Brasil, a Câmara Brasileira do Livro, bem como, as editoras Kapulana e Nandjala, tiveram um papel fundamental nessa parceria”, enfatiza. Estão confirmadas as presenças de Paulina Chiziane, Ungulani Ba Ka Khosa, Mbate Pedro, Rui Laranjeiras, Lucilio Manjate, Dany Wambire, Sangare Okapi além do premiadíssimo escritor português Afonso Cruz que estarão na cidade durante todo o período do festival realizando várias atividades além de passeios, encontros e entrevistas.


Programação Infantil no Espaço Sesc Flipocinhos e Espaço Leiturinha


A parceria da GSC Eventos com o Sesc, mas uma vez trará para o Festival o tão aguardado Espaço Sesc Flipocinhos. Nesse local é onde o mundo infantil será apresentado de forma lúdica, colorida e animada, promovendo o interesse das crianças pelo fantástico mundo da literatura. Mais uma vez o Sesc não mediu esforços para preparar o local a espera das inúmeras crianças que vão frequentar durante nove dias muitas atividades como teatro, contação de história, contato com os escritores e muito mais. Além do Espaço Sesc Flipocinhos, uma novidade que vai atrair também os olhares dos pequenos, será o Espaço Leiturinha, que firma parceria pela primeira vez com a GSC e trará uma intensa lista de atividades que vai incrementar a programação do festival. A Leiturinha, famosa nacionalmente como o maior e mais famoso Clube de Leitura Infantil do Brasil, também tem sua sede em Poços e segundo os diretores, “a parceria com o Flipoços, vai fortalecer nosso vínculo com as crianças e os pais da nossa cidade”.

Noite de Abertura

Outro momento importante e aguardado do Festival será a abertura no dia 29 de abril, às 19 horas. Nesse momento o evento recebe autoridades como o Secretário de Estado da Cultura, Angelo Oswaldo; a Secretaria de Educação do Estado Macaé Evaristo; o representante do Ministério da Cultura de Moçambique, Roberto Dove; Consul de Moçambique no Brasil, Romualdo Jonham; Martha Mouterde, Coordenadora-Geral de Leitura, Literatura e Economia do Livro do MINC, representando o Ministro da Cultura, Roberto Freire; Luís Antonio Torelli, presidente da Câmara Brasileira do Livro; Alencar Mayrink da Câmara Mineira do Livro, além das autoridades locais. Nessa oportunidade acontecerão ainda as homenagens de Milton Hatoum, como o patrono, Murilo Carvalho, como escritor sulfuroso, Moçambique, como o país e os moçambicanos Ungulani Ba Ka Khosa e Paulina Chiziane também serão homenageados, como escritores estrangeiros.

Divulgação

Lançamento do Livro na Abertura

Está previsto também o lançamento do livro “Poços é uma festa – O olhar contemporâneo sobre a história literária da cidade”, uma antologia com textos inéditos de vários autores que estiveram no festival na 10ª. edição em 2015. A antologia é uma homenagem à Poços de Caldas, considerada uma das cidades mais literárias do Brasil. O livro foi viabilizado através da Lei de Incentivo a Cultura Municipal com patrocínio da Climepe Total.

A programação do Festival pode ser conferida no site do festival e também pelas redes sociais na página Feira do Livro/Flipoços e na revista virtual no site. O Flipoços 2017 e a 12ª Feira Nacional do Livro de Poços de Caldas contam com o patrocínio do Grupo DME, Prefeitura Municipal, Mineração Curimbaba, CBA Votorantim, Supervale e EPTV Sul de Minas. Parceria Cultural Sesc. Apoio IMS, Leiturinha, Câmara Brasileira do Livro, Câmara Mineira do Livro, Embaixada de Moçambique no Brasil, Camões Instituto de Línguas e Cooperação, CPCLP - Comissão para a Promoção de Conteúdo em Língua Portuguesa, Instituto Pró-Livro, ACIA Poços, Senac, Poços Convention, ANL – Associação Nacional das Livrarias, Secretarias de Estado da Cultura, Turismo, Relações Internacionais e Educação. Realização GSC Eventos Especiais. 

Serviço 

A programação completa pode ser conferida no site www.flipocos.com 

    Access log