Minas Gerais Filho de falsa enfermeira presta depoimento à PF em BH

Filho de falsa enfermeira presta depoimento à PF em BH

Igor Torres de Freitas também é investigado por participar de esquema de vacinação a empresários de Minas Gerais

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7

Enfermeira foi solta neste fim de semana

Enfermeira foi solta neste fim de semana

Reprodução/Record TV

O filho da cuidadora de idosos Cláudia Mônica Pinheiro Torres de Freitas presta depoimento na tarde desta segunda-feira (5) na delegacia da Polícia Federal em Belo Horizonte.

A falsa enfermeira participou de uma vacinação clandestina na garagem da empresa de ônibus Saritur, no mês passado. Ela chegou a ser presa, mas foi solta neste fim de semana, após a Justiça conceder um habeas corpus a seu favor. 

O depoimento de Igor Torres de Freitas está marcado para as 14 horas. Ele também é suspeito de participar do esquema de comercialização de doses de vacinas contra a covid-19 para empresários de Minas Gerais. Ambos tiveram o sigilo bancário quebrado por determinação da Justiça. 

Prisão e soltura

Cláudia Mônica Pinheiro Torres de Freitas foi presa no dia 30 de março, após uma operação de busca e apreensão em sua casa, e foi solta neste sábado (3). Ela teve a prisão temporária convertida em preventiva, mas a Justiça Federal aceitou um pedido de habeas corpus apresentado pela defesa dela. 

A falsa enfermeira cobriu o rosto ao sair da penitenciária feminina Estevão Pinto, em Belo Horizonte. Cláudia entrou em um carro, sem falar com ninguém. A decisão da Justiça que beneficiou a mulher determina que ela mantenha endereço atualizado, não tenha contato com outros envolvidos no caso e não saia da cidade sem autorização.

Vacinação de empresários

A Polícia Federal investiga o esquema de vacinação de empresários e familiares na garagem da empresa Saritur em março deste ano. De acordo com as investigações, cerca de 80 pessoas podem ter participado da imunização, que teria ocorrido em dois dias na garagem da empresa. 

A PF investiga, ainda, se as vacinas são falsas. Isso porque não foram encontradas doses de vacinas da Pfizer com a mulher, mas apenas soro fisiológico. 

Últimas