Minas Gerais Fiscais cancelam festa ilegal na Grande BH e multam dono

Fiscais cancelam festa ilegal na Grande BH e multam dono

Pré-carnaval na boate sem alvará de funcionamento receberia mais de 90 pessoas; proprietário do imóvel foi multado em R$ 35 mil 

  • Minas Gerais | Virgínia Nalon, da Record TV Minas

Uma festa de pré-carnaval que aconteceria em uma boate em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, foi cancelada pela Polícia Militar na noite desta quinta-feira (11). A Guarda Municipal e fiscais da prefeitura também auxiliaram a ação.

O show, marcado pelas redes sociais, estava marcado para começar às 21 horas, no bairro Riacho das Pedras. Os agentes de segurança chegaram ao local no momento em que cerca de 40 organizadores se preparavam para receber o público. A polícia foi acionada após receber diversas denúncias do evento clandestino.

Cerca de 40 organizadores 
estavam no local

Cerca de 40 organizadores estavam no local

Reprodução/Record TV Minas

A ação constatou a irregularidade do evento e o descumprimento do decreto municipal. O local foi interditado e o proprietário do imóvel, multado em R$ 35 mil. O produtor do evento foi conduzido à delegacia para prestar depoimento.

Os funcionários que estavam no local tiveram uma hora para desmontarem tudo. Os responsáveis foram notificados pelos fiscais e a PM registrou um boletim de ocorrência que será encaminhado ao Ministério Público (MP). Após a retirada dos preparativos, a boate, que não apresentava alvará de funcionamento, foi interditada.

Festa clandestina

Os organizadores fizeram uma promoção para quem comprasse ingresso antecipado. O pré-carnaval seria para cerca de 90 convidados, mas pela quantidade de bebidas e sacos de gelo que foram encontrados, os fiscais garantem que esse número era maior. As atrações musicais seriam a dupla sertaneja Rick e Ricardo e o cantor de axé Felipe Hott.

A prefeitura diz que vai continuar fiscalizando todas as denúncias que chegarem e que não haverá tolerância para as festas clandestinas.

Últimas